BANNER---REVISTA-MÍDIA---980-x-250-PX.jp

Prefeito decreta quarentena por 15 dias; veja o que abre e o que fecha

O descumprimento das vedações impostas implicará na aplicação das medidas administrativas cabíveis, inclusive cassação do respectivo alvará de funcionamento.


O prefeito de Guaxupé, Jarbas Corrêa Filho, publicou o Decreto 2180, neste domingo, 23/3, que traz medidas enérgicas de enfrentamento ao Covid-19. Conforme o texto, a partir do dia 24/03/2020 (terça-feira), a cidade está sob quarentena pelo período de quinze dias em razão da pandemia de doença infecciosa viral respiratória - COVID-19, causada pelo agente Novo Coronavírus - SARS- rCOV-2 – 1.5.1.1.0.


Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI


Estão proibidas reuniões em igrejas, templos e entidades religiosas e o funcionamento de comércio e prestação de serviço.


Estão autorizados a funcionar:

- Hospitais e clínicas médicas;

- Farmácias;

- Clínicas odontológicas, em regime de urgência e emergência;

- Hospitais, clínicas e lojas de produtos veterinários;

- Transporte público coletivo (circular) e individual (táxi);

- Transportadoras, transportadores autônomos e armazéns;

- Empresas de telemarketing e telecomunicações;

- Supermercados e mercados, sendo vedada alimentação no local;

- Entrepostos atacadistas comerciais;

- Açougues;

- Padarias, sendo vedada alimentação no local;

- Deliveries;

- Limpeza pública;

- Empresas de limpeza e manutenção;

- Bancos, cooperativas de crédito e lotéricas;

- Hotéis e pousadas, com alimentação restrita aos apartamentos;

- Construção civil e lojas de materiais de construção e elétricos;

- Postos de combustível, exceto loja de conveniência;

- Distribuidores de peças automotivas, oficinas mecânicas (inclusive de concessionárias

de veículos) e borracheiros;

- Todo sistema de segurança pública e privada;

Indústria;

- Distribuidoras de água e gás.

Publicidade


O texto ainda determina que os estabelecimentos comerciais, industriais e órgãos públicos adotem

sistemas de escalas, revezamento de turnos e alterações de jornadas, para reduzir fluxos, contato e aglomeração de trabalhadores, bem como implementem medidas de prevenção ao contágio pelo agente Coronavírus (COVID-19).


Devem disponibilizar material de higiene e orientar seus empregados de modo a reforçar a importância e a necessidade de adotar cuidados pessoais, sobretudo lavagem das mãos, utilizar produtos assépticos durante o trabalho, como álcool em gel setenta por cento e observar a etiqueta respiratória. Devem manter a limpeza dos instrumentos de trabalho, fazer a utilização, se necessário, do uso de senhas ou de outro sistema eficaz, a fim de evitar a aglomeração de pessoas dentro do estabelecimento.


Restaurantes e empresas que trabalham com comércios de gêneros alimentícios preparados e distribuidoras de bebidas poderão funcionar com portas fechadas por meio do sistema de delivery.


Também está proibida a aglomeração e a permanência de pessoas em praças e logradouros públicos.


Conforme o Decreto, o descumprimento das vedações impostas implicará na aplicação das

medidas administrativas cabíveis, inclusive cassação do respectivo alvará de funcionamento.


Publicidade



Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

wtzp.png
clinimplant1.jpg

©2020 por Portal Mídia Brasil ®

Av. Conde Ribeiro do Valle, 255  - 2º Andar - Sala 8

E-mail: revistamidia@revistamidia.com.br

Tel. (35) 3551-2040 - Guaxupé  MG