top of page
consórcio 980x250.jpg

MULHERES NOTÁVEIS: DRA. NATÁSSIA PIZANI


ELA FOI A PRIMEIRA MÉDICA DERMATOLOGISTA A CHEGAR A GUAXUPÉ E É AUTORA DE TRABALHO CIENTÍFICO APRESENTADO EM CONGRESSO MUNDIAL “NORTH AMÉRICA HAIR RESEARCH SOCIETY”, REALIZADO NOS ESTADOS UNIDOS


O curso de Medicina sempre esteve na meta de Natássia Pizani, de 35 anos. E conseguiu êxito ao formar-se pela Universide Federal Fluminense, no Rio de Janeiro, em 2013, onde também se especializou em Deramatologia e tornou-se membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, em 2017. Durante o curso, teve um trabalho científico escolhido para ser apresentado no Congresso Mundial de Cabelos, nos Estados Unidos.


“Na ocasião, eu estava cursando residência. Tínhamos um ambulatório específico de cabelo e doenças do couro cabeludo. Lembro que a North América Hair Research Society - NAHRS - estava com um programa de incentivo a médicos residentes. Me inscrevi e o meu trabalho científico e foi selecionado para apresentação neste Congresso que aconteceu na cidade de Miami, no estado da Flórida. Na época, eu nunca tinha saído do país e foi uma experiência fantástica representar a medicina brasileira, meu país e minha cidade”, conta.


Assim que concluiu seus estudos, Natássia dividiu seu tempo entre Guaxupé e Niterói-RJ, onde atendia em uma clínica popular no centro da cidade. Em Guaxupé, começou atendendo no posto de saúde Pio Damião - de onde possui boas lembranças. “Até que conquistei seu próprio consultório. Posso dizer que nesse percurso tudo foi caprichosamente encaminhado por Deus, pois saiu muito melhor do que o planejado”. E esse foi o seu maior desafio. “Assim como em uma empresa (pois de fato é) a administração, a gestão, o marketing são pontos fundamentais. Não basta ser tecnicamente impecável. Existe uma série de detalhes operacionais nos bastidores necessários ao funcionamento. E estas são áreas que não aprendemos durante a vida acadêmica. Esses pontos têm sido supridos com estudo, consultorias e muita dedicação. Temos que saber delegar tarefas, organizar a gestão do tempo e lidar com situações estressantes. O exercício da medicina no âmbito privado, atualmente, vai muito além da questão técnica em si: é fundamental que a equipe esteja bem alinhada.


Ela também fala de suas conquistas. “São tantos momentos marcantes e motivos de gratidão para com a vida. Ter cursado Medicina em uma Universidade Federal, ter passado na residência médica de Dermatologia (mais concorrido que vestibular de Medicina). Logo em seguida à formatura, ter tido um trabalho científico escolhido para ser apresentado em um congresso mundial de cabelos nos Estados Unidos, ter expandido os atendimentos para Ribeirão Preto e ter o respeito e a confiança de tantos pacientes que delegam a mim o cuidado com sua saúde. Essas são as minhas conquistas”.


Sobre a atuação das mulheres no mercado de trabalho ela enfatiza que não vê essa abordagem nesse contexto, enfatizando a problemática do gênero. “O mercado de trabalho é livre e igualmente duro e competitivo para homens e mulheres. Claro, respeitando certas particularidades de aptidão à função. A mulher é dona do seu espaço, seja num alto cargo executivo, seja nas funções do seu lar. O que nos qualifica no mercado de trabalho chama-se resultado. Valorizo e sou muito grata à minha equipe que, por sinal, é composta por mulheres muito empenhadas.


Ela considera como trabalho humanitário toda forma de apoio material ou assistencial prestada para ajudar pessoas em estado de vulnerabilidade social. “Isso é algo que acredito estar embutido na formação de todo mé- dico. Desde a faculdade de Medicina e Residência Médica, atendendo em ambulatórios de hospitais públicos, programas de saúde da família em comunidades de Niterói e até mesmo em muitos casos na demanda SUS de Guaxupé, pude conhecer as realidades extremamente hostis e ajudar da maneira que pude. Sei que deveria fazer muito mais e de forma contínua e estou trabalhando para melhorar isso”.


Entre as mulheres que admira estão sua mãe, Bia Pizani, a sogra, Silvania Mazza, e minha amiga Selma Perocco. “Todas mulheres que irradiam luz, sabedoria e alegria de viver, profundamente conectadas com Deus”. Entre as frases preferidas, está: “se você pensa que sua vida será um sucesso ou se você pensa que será um fracasso, em qualquer uma das situações, você estará certo”.


Ela encerra dizendo que é uma mulher privilegiada. “Atendo diariamente muitas mulheres. Sinto-me privilegiada de poder cuidar, além das demandas clínicas da pele, das suas questões estéticas, melhorando sua auto estima, fazendo com que se sintam mais bonitas e confiantes. Minha premissa é manter a naturalidade, ape- nas realçando a beleza intrínseca de cada uma. A beleza, na verdade, vem de dentro, vem da alma pois reflete nossas atitudes e pensamentos. Posso definir a mulher como um misto de força, entrega, coragem e ternura. E isso é genuinamente belo. Há um trecho da música ’Maria Maria’, de Milton Nascimento, que exemplifica essas características que nos tornam tão especiais. “Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça, é preciso ter sonho sempre. Quem traz na pele essa marca, possui a estranha mania de ter fé na vida”.


Comments


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page