top of page
consórcio 980x250.jpg

Em novembro, Guaxupé volta à TV com 'O Rei do Gado'


Os atores Raul Cortez e Glória Pires em Guaxupé (Foto:Arquivo/Mídia)

Uma obra que é referência da teledramaturgia brasileira, ‘O Rei do Gado’ está de volta ao ‘Vale a Pena Ver de Novo’ em novembro. A novela - exibida originalmente entre junho de 1996 e fevereiro de 1997 - marcou época e se mantém viva na lembrança do público. Escrita por Benedito Ruy Barbosa, com direção geral e de núcleo de Luiz Fernando Carvalho, 'O Rei do Gado', que já foi vendida para mais de 30 países e coleciona prêmios nacionais e internacionais, conta a história do romance entre o rico dono de terras Bruno Mezenga (Antonio Fagundes) e a bóia-fria Luana (Patricia Pillar). Ambos são descendentes de duas famílias rivais de imigrantes italianos, os Mezenga e os Berdinazi.


A novela teve muitas cenas gravadas em Guaxupé e também na Fazenda São José, do empresário Olavo Barbosa, que na ficção pertencia a Geremias Berdinazi (Raul Cortez).

Dividida em duas fases, a trama começa em 1943, durante o período de decadência do café. Giovanna (Letícia Spiller) vive sob ostensiva vigilância dos pais, Marieta (Eva Wilma) e Giuseppe Berdinazi (Tarcísio Meira). A moça descobre a paixão nos braços de Enrico (Leonardo Brício), filho de Nena (Vera Fischer) e Antônio Mezenga (Antonio Fagundes), inimigos ferrenhos de sua família. Antônio Mezenga é um homem forte, determinado e sofrido. Teve o pai morto na travessia de navio da Itália para o Brasil, no final do século XIX. Conquistou sua lavoura de café com muito sacrifício e costuma vangloriar-se de sua origem e obstinação. Giuseppe Berdinazi, pai de Giovanna, é igualmente passional ao defender seus interesses. Também imigrante italiano e proprietário de uma fazenda de café, vive em guerra declarada com o vizinho Mezenga por causa de uma faixa de terra na divisa das duas fazendas. É um pai severo, porém carinhoso, mas espera que os quatro filhos nutram pelos Mezenga o mesmo ódio que o corrói. Sofre grande desgosto quando Giovanna declara seu amor por Enrico, e aceita o casamento apenas pela promessa de receber o pedaço de terra que disputa há anos. O acordo não é cumprido, e Berdinazi tranca a filha em casa, a sete chaves. O esforço é em vão: Giovanna foge com o marido. O casal começa uma nova vida longe das famílias e dos cafezais. O primeiro emprego dele é como peão boiadeiro numa pequena fazenda. Aos poucos, o rapaz começa a criar o próprio rebanho, e Giovanna dá à luz um menino.

A segunda fase da novela tem início em 1996, quando o filho de Enrico e Giovanna já é um rico proprietário de terras e de milhares de cabeças de gado. Bruno Berdinazi Mezenga (Antonio Fagundes) – nome que recebeu em homenagem ao tio morto na Segunda Guerra, interpretado por Marcello Antony – é conhecido por todos como o “rei do gado”. Com as referências do pai, escolheu o sobrenome Mezenga para sua assinatura, deixando de lado o Berdinazi e a história de sua família materna. Ele é obstinado pelo trabalho, querido por seus amigos e empregados. Embora casado com Léia (Silvia Pfeifer), e pai dos jovens Marcos (Fabio Assunção) e Lia (Lavínia Vlasak), Bruno é um homem solitário, dedicado integralmente aos negócios. Léia, por sua vez, é amante do mau-caráter e interesseiro Ralf (Oscar Magrini).

Um núcleo importante na segunda fase de 'O Rei do Gado' é o de Geremias Berdinazi (Raul Cortez), irmão de Giovanna. Rico e poderoso, seus negócios estão ligados à cafeicultura e à produção de leite. Apesar de muito bem-sucedido, é um homem cheio de culpa por ter construído seu império traindo a família. Arrependido, vive ansioso para encontrar um herdeiro, já que não reconhece Bruno Mezenga como seu sobrinho. Geremias acaba sendo enganado pela impostora Marieta (Gloria Pires), que se faz passar por sua sobrinha, filha de seu falecido irmão Giácomo (Manoel Boucinhas). A moça levanta as suspeitas de Judite (Walderez de Barros), fiel e ciumenta empregada do fazendeiro, que desconfia de que Marieta quer roubar a fortuna do patrão.

O debate sobre posse de terra se amplia na trama quando uma das fazendas de Bruno Mezenga é invadida por um grupo liderado por Regino (Jackson Antunes), um sem-terra contrário à violência e à radicalização do movimento – marcando o tom conciliatório do autor em relação à questão. É um idealista, e seu lema na luta pela reforma agrária é “terra, sim; guerra, não”. O personagem vive um dilema com a mulher, Jacira (Ana Beatriz Nogueira), sua brava companheira na marcha. Saudosa da quietude de uma casa onde possa criar o filho com tranquilidade, ela discorda do ideal do marido de querer resolver o problema de todos à sua volta. A discussão ganha a adesão do incorruptível senador Roberto Caxias (Carlos Vereza), político dedicado, defensor dos direitos das minorias. Muito amigo de Bruno, é a ele que o fazendeiro recorre quando suas terras são invadidas.

Entre o grupo dos sem-terra está a bela e valente Luana (Patrícia Pillar), a verdadeira sobrinha de Geremias. Sobrevivente de um acidente que matou sua família, Luana desconhece a própria origem. Já no primeiro encontro com Bruno Mezenga, ela desperta o amor do pecuarista, que a emprega em uma de suas fazendas. Tratada com a dignidade e o carinho que nunca teve, Luana se encanta por Bruno, e os dois se envolvem numa forte história de amor.

Além da história envolvente, 'O Rei do Gado' também encantou o público com a beleza das paisagens bucólicas da região do Araguaia, onde fica uma das fazendas de Bruno Mezenga. A área é formada por ecossistemas típicos do Pantanal, da Floresta Amazônica e do Cerrado, abrigando extensa diversidade de flora e fauna. A novela contou com a fotografia de Walter Carvalho, um dos mais prestigiados fotógrafos de cinema do país.

'O Rei do Gado' revelou talentos, marcando a estreia na TV de Marcello Antony, Caco Ciocler, Emílio Orciollo Netto e Lavínia Vlasak. A trilha sonora é outro diferencial da novela. Juntos, os dois álbuns da obra garantiram a maior vendagem de cópias de trilhas de novelas até então. A dupla Pirilampo (Almir Sater) e Saracura (Sergio Reis) assinou sete das 12 canções do segundo disco.

De volta a partir de novembro no 'Vale a Pena Ver de Novo', 'O Rei do Gado' tem autoria de Benedito Ruy Barbosa, com colaboração de Edmara Barbosa e Edilene Barbosa, e direção geral e de núcleo de Luiz Fernando Carvalho. Direção de Luiz Fernando Carvalho, Carlos Araújo, Emilio Di Biasi e José Luiz Villamarim. A novela traz ainda no elenco nomes como Stênio Garcia, Bete Mendes, Mariana Lima, Ana Rosa, Arieta Corrêa, Mara Carvalho, Chica Xavier, Neuza Borges e Guilherme Fontes, entre outros.

Comments


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page