top of page
consórcio 980x250.jpg

Zé Ramalho faz grande show neste sábado, no Vale Imperial, em Mococa



Uma grande apresentação do cantor Zé Ramalho, em sua turnê 2023, está marcada para o próximo dia 8 de abril, a partir das 21 horas, na casa de espetáculos Vale Imperial, em Mococa.


Conforme explicou Gabriel Oliveira, diretor de shows da casa, haverá 2 ambientes para o público acompanhar a apresentação do cantor: pista e área vip com open bar e open food.


Os ingressos podem ser comprados CLICANDO AQUI.


Outros pontos de vendas são:

Guaxupé - Banca Martins

Mococa - Vale Imperial 3

São José do Rio Pardo - Loja Lanolu


O SHOW


A TOUR 2023 traz Zé Ramalho revisitando seus maiores sucessos mantendo o respeito da crítica especializada, em rara unanimidade. “Admirável Gado Novo, Entre a Serpente e a Estrela (trilhas consagradas em novelas), Avohai, Frevo Mulher, Chão de Giz, Beira-Mar, ”Cidadão”, Eternas Ondas, Garoto de Aluguel, Galope Rasante, Vila do Sossego e Banquete de Signos” são apenas algumas das inúmeras pérolas que o consagrou. Traz ainda releituras de Geraldo Vandré, Raul Seixas e o grande sucesso Sinônimo.

Seja qual for a jornada, o público sabe que quem a conduz é um dos artistas com a personalidade mais marcante da música popular brasileira. Com sua voz inconfundível e sua poesia apocalíptica, Zé Ramalho escreve seu nome na história musical brasileira, seguindo feito um viajante pelas estradas do país, arrastando multidões por onde quer que passe. Há mais de 40 anos, o brasileiro sabe que assistir Zé Ramalho ao vivo é uma experiência única em uma espécie de pacto de fidelidade que se renova ano a ano.Depois de lançar um sugestivo BOX de 4 CDs com o título de O Garimpo das Raridades, em setembro de 2022, o artista presenteia seus fãs com um novo trabalho de músicas inéditas (ATEU PSICOLÓGICO) seguindo revigorado sua viagem mística e eterna.


Autor de uma obra essencialmente surrealista, que funde o rock com o repente, Zé tem um imenso poder de transmissão com sua inconfundível voz cavernosa, de fascinante declamador, na sua messiânica figura. Zé traçou uma ponte unindo Pink Floyd e Beatles a Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga; cidade grande e sertão, psicodelismo e regionalismo, o nordeste inserido no mundo, o universo conectado ao nordeste. Um trovador urbano comparado por muitos aos ícones da música mundial.


Desde o lançamento do primeiro álbum solo do artista paraibano, há mais de quatro décadas, que emplacou de cara o hino “Avohai”, foram gravados mais de 30 álbuns alcançando a expressiva marca de 6 milhões de cópias vendidas.


O álbum 20 ANOS – ANTOLOGIA ACÚSTICA é seu maior êxito comercial até hoje e vencedor do Prêmio Sharp pelo projeto gráfico. Este disco deu início a uma trilogia que seguiu com NAÇÃO NORDESTINA, um mapeamento da história musical e política da sua região natal, indicado ao Grammy Latino de melhor álbum regional e, ESTAÇÃO BRASIL, um passeio pelo cancioneiro nacional.


Ao lado dos amigos Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença, Zé protagonizou em 1996, um dos projetos mais bem-sucedidos da música brasileira, O GRANDE ENCONTRO, que levou multidões aos shows em todo o país e gerou o lançamento de um disco ao vivo, vendendo mais de 700 mil cópias. A continuação do projeto, rendeu outras duas “turnês” vitoriosas, 2 CDs, que alcançaram a marca de 1 milhão de unidades. Zé realizou ainda uma apresentação histórica no ROCK IN RIO 3, assistida por mais de 60 mil pessoas em 2001, junto com Elba Ramalho.


O projeto Zé Ramalho Canta (2008 – 2012) homenageou Raul Seixas, Bob Dylan, Luiz Gonzaga, Jacson do Pandeiro e Beatles.


Em 2013 consagrou-se no ROCK IN RIO 5 junto com a banda ícone do heavy metal Sepultura (ZÉPULTURA).

Comentários


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page