BANNER---REVISTA-MÍDIA---980-x-250-PX.jp

Segundo Zema, mais de 150 prefeituras de MG liberaram o comércio


O governador do Estado, Romeu Zema, participou de uma entrevista promovida pelo banco BTG Pactual e transmitida pelo YouTube na tarde desta terça-feira, dia 7. Ele afirmou aos repórteres que o Estado tem hoje mais de 150 municípios que liberaram o comércio, mas que o Governo está preparando uma série de critérios para orientar as demais prefeituras que queiram agir da mesma forma.

O governador disse que dados mostram que o ritmo da pandemia em Minas Gerais tem crescido de forma mais branda do que o registrado há uma ou duas semanas.


"Temos uma demografia que nos oferece uma situação mais confortável do que os outros Estados. Em Minas, 80% da população estão pulverizadas no interior e apenas 20% estão nas metrópoles. Grande parte das cidades mineiras possui de 5 mil a 10 mil habitantes e, em muitas, sequer têm transporte público. Tudo isso contribui para uma menor propagação da doença", considerou.


Ele enfatiza que o governo está avaliando uma forma que permita a flexibilização das medidas decretadas, começando por cidades sem casos ou com propagação lenta, o que não justificaria tais medidas restritivas. "Mais de 150 prefeitos na data de hoje já liberaram o comércio por iniciativa própria, porque eles entenderam que uma cidade sem caso ou com uma propagação muito lenta não justificaria essas medidas". Ainda conforme o Governador, a criação desses critérios será de acordo com o porte da cidade, números de casos e disponibilidade de leitos em cada uma. Isso porque, segundo Zema, muitos não flexibilizaram as restrições por receio e outros fizeram indevidamente, “Mas essa decisão vai ficar a cargo dele - prefeito - que está lá, vivenciando a realidade. O nosso governo vai dar as diretrizes".


CLIQUE AQUI e assista a entrevista na íntegra.


Plano de R$ 1,1 bilhão para empresas ganharem maior liquidez diante da pandemia


Diante do contexto socioeconômico desafiador gerado pela Covid-19, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) estruturou um plano de ação que vai oferecer crédito e tornar as condições ainda mais acessíveis para as empresas, especialmente as micro e pequenas (MPEs). A meta é disponibilizar crédito de até R$ 1,1 bilhão para empresas, tendo em vista a crise provocada pelo coronavírus.


O plano foi lançado hoje pelo governador Romeu Zema e pelo presidente do Banco, Sergio Gusmão Suchodolski. Ele agrega às duas ações preventivas implantadas nos últimos dias para os setores da Saúde e do Turismo, quatro novas ações com foco reparatório: 1) possibilidade de renegociação de dívidas de empresas com o banco; 2) redução das taxas de juros, com prazo de carência dobrado, para as MPE de todos os setores econômicos e em todos os municípios mineiros (programa BDMG Solidário); 3) agilização de processos (dispensa de documentos) para MPE do setor da Saúde; 4) ampliação em R$ 100 milhões do limite de crédito disponível via Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), do BNDES. Além disso, o BDMG estima que, em 2020, o total de desembolsos para as MPE seja de aproximadamente R$ 1,1 bilhão.


De acordo com o governador, são medidas que ajudarão a minimizar os impactos causados pela desaceleração da economia brasileira. “O que nós queremos, via BDMG, é disponibilizar linhas de crédito competitivas e desburocratizar processos. Caso sejam necessárias, outras medidas serão anunciadas para ajudar essas empresas que empregam a maior parte da mão de obra do país”, explicou.    


As novas ações serão disponibilizadas a partir de hoje (8/4). “Estamos tornando ainda mais acessível e ágil a disponibilização de recursos neste momento de desafios. O BDMG, como banco de desenvolvimento, tem atuado na frente anticíclica deste cenário com um conjunto de ações efetivas para minimizar os impactos econômicos e sociais desta pandemia”, afirma Sergio Gusmão, presidente do banco.


A fim de reduzir a burocracia e dar maior celeridade ao processo, a grande maioria das solicitações de crédito e pedidos de renegociação poderá ser feita on-line, pela plataforma digital do banco (www.bdmg.mg.gov.br). “O BDMG foi o primeiro banco de desenvolvimento brasileiro a implantar um sistema digital para requisição de crédito. Hoje, no cenário deflagrado pela pandemia, termos esta tecnologia a serviço dos nossos clientes será especialmente importante para dar maior celeridade às análises”, complementou Sergio Gusmão.

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

wtzp.png
clinimplant1.jpg

©2020 por Portal Mídia Brasil ®

Av. Conde Ribeiro do Valle, 255  - 2º Andar - Sala 8

E-mail: revistamidia@revistamidia.com.br

Tel. (35) 3551-2040 - Guaxupé  MG