BANNER---REVISTA-MÍDIA---980-x-250-PX.jp

Saiba o que fazer para reduzir cravos e espinhas





De acordo com uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) há pouco mais de um ano, a acne foi o principal motivo de consultas médicas dermatológicas.


A acne acontece quando a produção de sebo e queratina na pele aumenta e acaba por obstruir o folículo piloso. Nesse primeiro estágio surgem os cravos, ou comedões. Quando eles são colonizados por bactérias e se dá a inflamação, a espinha aparece.

O surgimento da acne pode ter múltiplos fatores: desde alterações hormonais e genéticas à alimentação inadequada – como excesso de doces, açúcares e de leite – e uso de determinados medicamentos, entre outros. Para pessoas com tendência à acne, prevenir e tratar o problema requer compromisso. Mas isso não reduz a importância de manter bons hábitos no dia a dia, já que falhas na higiene podem colocar em risco o bem-estar da pele e ajudar na proliferação de bactérias.

O uso de cremes oleosos e inadequados ao tipo de pele estimula a produção de sebo, assim como a limpeza excessiva dela pode provocar um efeito rebote e aumentar a produção sebácea. Evite também, esfregar a pele com muita força na hora da limpeza: isso pode fazer com que pequeno machucados surjam, podendo até facilitar a entrada de bactérias.

Desequilíbrios hormonais pioram a acne, assim como estresse, grande vilão contemporâneo. É importante ressaltar que a acne é uma doença e deve ser tratada por um dermatologista. Não se trata de acne com produtos comprados, aleatoriamente, por conta própria, nem em clínicas de estética sem dermatologistas. Muito menos com itens caseiros indicados por amigos e colegas. Cada paciente deve ser individualmente avaliado.

Hábitos como manter uma alimentação saudável e beber bastante água ao longo do dia ajudam sempre de alguma forma o bem-estar da pele e do corpo.

A ingestão de água é fundamental para auxiliar na limpeza e eliminação de impurezas da pele e no controle do ressecamento, dificultando o surgimento de cravos e espinhas. No entanto, só isso não basta para curar ou prevenir a acne.

Muito se fala sobre alimentos que ajudam a desencadear a acne. É uma discussão antiga!


Por muito tempo, acreditou-se que a acne e a dieta não apresentavam relação alguma. No entanto, novos estudos têm comprovado que alimentos com alto índice glicêmico e laticínios influenciam os níveis hormonais de um indivíduo – e isso poderia gerar as lesões na pele.

É muito comum que adolescentes sejam o grupo mais afetado pelas acnes. Afinal, a puberdade desregula os níveis hormonais, de modo que as glândulas da pele começam a produzir mais óleo (sebo). Porem crianças e adultos, com destaque especial para as grávidas, também podem ter acne.

Acne tem tratamento e pode apresentar grande melhora sem deixar cicatrizes. Antes de usar cremes, remédios via oral ou de se submeter a tratamentos por conta própria, procure um dermatologista e se informe sobre qual estratégia de combate aos cravos e espinhas é a mais adequada para você.

ROTINA SEM COMPLICAÇÕES

– Faça regularmente limpeza de pele com um esteticista especializado; – Tome bastante água; – Proteja a pele do sol excessivo; – Com acompanhamento médico, escolha um produto adequado para o seu tipo de pele; – Lave as mãos sempre antes de levá-las ao rosto; -Não esfregue a pele com força e jamais esprema cravos e espinhas.

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

wtzp.png
clinimplant1.jpg

©2020 por Portal Mídia Brasil ®

Av. Conde Ribeiro do Valle, 255  - 2º Andar - Sala 8

E-mail: revistamidia@revistamidia.com.br

Tel. (35) 3551-2040 - Guaxupé  MG