top of page
consórcio 980x250.jpg

POR ONDE VOCÊ ANDA, MARCELO FARAH?



Sou Marcelo Farah, tenho 45 anos, Engenheiro Mecânico. Estou Gerente Internacional de Vendas, atualmente. Meu pai, Elias Abud Farah e mãe, Vana Yara Mattoso Farah, sempre me apoiaram nas minhas decisões e foram sempre muito inspiradores para meus projetos. Sem eles, nada disso seria possível. Tenho dois irmãos: Daniel e Karla, ambos grandes incentivadores dos meus projetos e inspiração para minhas ações.


Tenho grandes e bons amigos em Guaxupé, onde vivi toda minha infância. Essa cidade me dá muito orgulho e busco levá-la onde eu estiver, contando suas histórias, como a do café, do Rotary Club do qual faço parte e me ajudou muito a me integrar no país, em uma cidade que eu desconhecia. Falo do Rotary Cafezais, que me ajudou a conectar com o Rotary local em Caen,  que me acolheu muito bem.


Estudei na Escola Estadual Dr. Benedito Leite Ribeiro, o Ginásio, depois passei para o D. Inácio para cursar o 2º grau. Fiz cursinhos pré-vestibular no D. Inácio e no Colégio  Objetivo, onde fiz grandes amigos que me acompanham até hoje, seja em encontros esporádicos pessoalmente ou virtualmente.  Marquinho, Marco Antônio, Marcel, Flávio, Ricardo, Marcos, Alex, Rodrigo, Fernando, e mais alguns "bem parças" mesmo!


Célebres professores que estão até hoje em nossas conversas. São eles: Luiz (Matemática), Vilma(química), Marcos Villena (Matemática), Ailton (Português),  Flávia (Física), Vilma (Biologia), dentre vários outros tão especiais. Não poderia deixar de falar da Banda Attitude,  da qual fiz parte por alguns anos, antes de me mudar de Guaxupé.



Cursei Engenheira Mecânica na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), de 1999 à 2006. Minha vivência na faculdade se estendeu, pois aproveitei as oportunidades que tive para estudar e trabalhar fora do país.  Fiz um intercâmbio na França de quase um ano e meio, quando cursei o 5° ano do Institute National de Sciences Appliquées de Lyon. Durante esse período também estagiei na engenharia da Renault, região de Paris.  Depois da França,  fiz um curso de inglês em Londres, onde morei por quase 6 meses.  Após toda essa aventura no exterior, voltei para Uberlândia, pois ainda tinha algumas matérias para cursar e me formar em Engenharia.


Bom, morei em Uberlândia durante a faculdade. Lá conheci minha esposa Mariana. Nós temos uma filha, a Marcela, de 16 anos. São os amores da minha vida. Após os períodos na França e Inglaterra, onde pude conhecer muitas cidades e diversos países na Europa, retornei ao Brasil e morei em São Paulo por 15 anos onde  trabalhei na TAM Executiva, na capital e em e Jundiaí, com a venda de aviões e helicópteros, além dos serviços de  manutenção destas aeronaves. Fui convidado a ir para LATAM, empresa do grupo na época. Fiquei quase 4 anos lá, trabalhando como gerente da conta da Força Aérea, para o avião da presidência da República - uma história a parte. Fiz grandes amigos na nessas empresas e também na Força Aérea os quais me ajudam, até hoje, a expandir meu networking, mesmo longe do Brasil.


Depois, trabalhei em algumas empresas do segmento de venda de peças e serviços para ferrovias. Conheci alguns países do continente africano abrindo mercado e atendendo clientes em países como África do Sul, Moçambique e Gabão, onde fiz bons amigos.

Em 2015 voltei para aviação, trabalhando para Precision Aviation Group/Precision Heliparts, um grupo de oficinas e peças para aviação nos Estados Unidos, onde morei por 9 meses. Retornei e abri o escritório da empresa no Brasil. Meu último trabalho nessa empresa foi ajudá-la a encontrar, avaliar e comprar uma empresa de manutenção de peças local, a Efix, sediada em São José dos Campos, no final de 2020.


Tínhamos um sonho de mudar de país em família. Então, após muito esforço, entrevistas e um longo planejamento, recebi uma proposta de trabalho na França. Assim, me mudei pela segunda vez para este país que hoje moro, mas agora, em família. Estamos no noroeste da França, na cidade de Caen, desde final de 2020, cerca de duas horas de trem de Paris. Estou escrevendo um livro, onde vou contar tudo isso em detalhes. Deixo aqui o instagram onde publicarei novidades sobre o ele e dicas práticas sobre viver na França: @garantirocroissantdecadadia



Eu queria voltar para aos Estados Unidos, mas foi a França que me acolheu. Fiz muitas entrevistas e aceitei a proposta daqui.  Moramos em uma cidade de 110 mil habitantes, aproximadamente. É segura, com um grande campus universitário, uma rede de transporte público que engloba trem de superfície e ônibus, além de muita história. A região se chama Normandia, muito conhecida pelo Monte São Michael (Normandia/Bretanha) e as praias do desembarque dos países aliados da França, durante a segunda guerra mundial.


Meus pais sempre me apoiaram e me incentivaram a seguir meu coração. Sempre busco honrá-los e espero nunca decepcioná-los. Guaxupé é a minha terra do coração! Sempre muito acolhedora e interessante.


Sigo a Revista Mídia, essa poderosa fonte de informação que trás atualidades e que me ajuda a ficar mais perto de Guaxupé e região, mesmo estando tão longe fisicamente.

Comments


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page