top of page
consórcio 980x250.jpg

POÇOS DE CALDAS DE VOLTA AO PROTAGONISMO


Sérgio Azevedo: primeiro prefeito reeleito da história de Poços de Caldas

Reconhecida internacionalmente por seu turismo emblemático, a cidade de Poços de Caldas está experimentando uma ressurgência notável, reafirmando o seu lugar de destaque no estado de Minas Gerais. Com uma série de investimentos que ultrapassam a marca dos bilhões de Reais, a cidade está trilhando um caminho de crescimento e desenvolvimento que é tanto admirável quanto inspirador.


Com 163.742 habitantes, a cidade apresenta um cenário urbano acolhedor em meio à natureza exuberante do Sul de Minas. Cada rua conta uma história, cada praça convida a uma pausa contemplativa e cada nascente termal oferece relaxamento e bem-estar. Poços possui uma atmosfera única que atrai tanto turistas em busca de relaxamento quanto empreendedores em busca de oportunidades.


Prestes a completar 151 anos, o município é, indubitavelmente, um dos destinos turísticos mais belos do Brasil. Suas fontes termais, rica herança histórica, belezas naturais e arquitetura singular atraem visitantes de todas as partes do mundo, recebendo aproximadamente 1 milhão de turistas por ano, e a projeção é de aumento nos próximos anos.


A cidade foi destaque em reportagem da Agência Minas destacando que a ocupação hoteleira chegou a 100% neste último mês de julho. Um dos investimentos mais recentes no setor - que poderá contribuir para um crescimento ainda maior - é o contrato de concessão do Circuito Integrado, formado pelo Complexo Turístico Cristo Redentor (com teleférico e a rampa de voo livre), a Fonte dos Amores, o Recanto Japonês e o Complexo Turístico Véu das Noivas.


O acordo foi firmado em dezembro do ano passado entre a prefeitura de Poços de Caldas e a empresa Circuito Integrado do Turismo de Poços de Caldas. O contrato de R$ 45 milhões, estruturado pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), prevê a geração de 300 empregos no município, sendo 100 diretos, além da arrecadação de R$ 20 milhões em Impostos Sobre Serviços (ISS) durante o período de concessão.


Conforme a Pesquisa de Demanda Turística, divulgada em 2022 pelo Observatório do Turismo de Minas Gerais, 33,2% dos visitantes que viajam pelo estado buscam contato com a natureza. No Brasil, Minas Gerais lidera o segmento com 42,4%, à frente de São Paulo e Rio de Janeiro. Ao todo, são 94 unidades de conservação e 42 delas são Parques Estaduais.

No entanto, recentemente, a cidade tem sido muito mais do que um forte ponto de interesse turístico. Poços se reinventou como um centro de investimentos de vulto. Bilhões de Reais têm sido injetados em uma variedade de setores, desde infraestrutura até tecnologia. Esses investimentos não apenas revitalizaram a economia local – com ressonância regional -, mas também, solidificaram a cidade como um polo de crescimento e inovação em Minas Gerais.


Dentre outros grandes investimentos, no último dia 9 de agosto, foi assinado o protocolo de intenções com a empresa Meteoric Resources NL para a extração de terras raras em Minas Gerais. O investimento da empresa será superior a R$1,7 bilhão no projeto de extração de argila iônica nas terras raras da região de Poços de Caldas. A expectativa é de geração de 700 empregos. O Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, participou da cerimônia e ainda realizou uma série de atividades envolvendo o turismo e desenvolvimento econômico local. Durante a solenidade, ele ressaltou a importância desta parceria, que beneficia o desenvolvimento econômico, geração de emprego e renda para Minas Gerais.



“É um prazer estar em Poços de Caldas, principalmente por causa desse anúncio que vai somar muito para o desenvolvimento da cidade. O que nós temos feito na nossa gestão é exatamente isso. São centenas de anúncios como este que têm mudado o cenário de Minas Gerais”, disse. O governador destacou o novo cenário vivido por Minas Gerais em relação a transição energética, falou também sobre a mineração no Estado e também mostrou apoio aos empreendimentos que queiram investir em Minas Gerais.


“Nosso Estado foi abençoado, mais uma vez. Temos essas terras raras que serão utilizadas e também o Vale do Lítio. Nós temos provado que é possível ter mineração com responsabilidade ambiental e social. No Vale do Lítio, temos a empresa Sigma, que tem hoje o lítio mais verde do mundo, pois utiliza energia renovável e consome pouquíssima água. O que nós queremos é isso, uma mineração segura e verde. Todo investidor terá total apoio do Governo de Minas. Eu sei perfeitamente os problemas que os investidores passam aqui no estado. Então, estou aqui para que isso não aconteça, sempre fazendo tudo dentro da lei”, completou.


Ele destacou ainda a parceria do Estado com o setor privado e municípios para atração de investimentos. “O setor privado tem sido muito parceiro do governo, assim como as prefeituras. Sozinho é difícil levar adiante tudo que nós precisamos. Por isso, é importante contar com essas parcerias”, enfatizou.


Ao lado do prefeito de Poços de Caldas, Sérgio Azevedo, Romeu Zema vistoriou uma das principais atrações turísticas do município, o teleférico, considerado o maior em extensão do Brasil. Reaberto neste ano, ele conta com uma nova estrutura e teve o apoio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), por meio das linhas de crédito que viabilizou o retorno das atividades.


Zema destacou a importância desta atração turística para o município, que tem a expectativa de receber mais de 300 mil turistas por ano. “Essa atração turística significa mais geração de emprego e de renda. O prefeito me disse que os hotéis estão 100% cheios. É isso que estamos fazendo para Minas Gerais, divulgando nossas belezas para que o turismo seja cada vez mais dinâmico” pontuou. Ele também conheceu o Cristo Redentor de Poços de Caldas. Na oportunidade, ele tomou um café com autoridades locais e visitantes


ADMINISTRAÇÃO FOCADA EM GESTÃO, EFICIÊNCIA E RESULTADOS


O prefeito Sergio Azevedo emergiu como uma figura chave na atual trajetória ascendente de Poços de Caldas. Sua histórica reeleição não apenas destacou a aprovação do governo, mas também, ressaltou a solidez de suas políticas e visão para a cidade. Azevedo traz consigo um background cooperativista, uma filosofia que enfatiza a colaboração, o diálogo e o trabalho conjunto em prol do bem comum. Essa abordagem tem sido fundamental para engajar a comunidade, estimular parcerias e atrair investidores.



Ele é natural de Volta Redonda, tem 58 anos, é engenheiro por formação, servidor público concursado há 30 anos, e ocupou a presidência da Cooperativa de Crédito dos Servidores Municipais da Prefeitura de Poços de Caldas (Coopoços) por 16 anos. Foi homenageado como servidor padrão da Secretaria Municipal da Prefeitura em 2015. Foi eleito prefeito em 2016, com 48,8% dos votos válidos, e reeleito em 2020 com 45,5% dos votos válidos, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral. Foi o primeiro prefeito da história a ser reeleito no município.


Em entrevista à esta REVISTA MÍDIA, Sérgio Azevedo foi enfático ao dizer que sua administração é técnica e totalmente focada em resultados à comunidade. A equipe é reconhecida pela competência e comprometimento com o progresso da cidade. Segundo ele, a modernização dos processos administrativos, a adoção de tecnologias inovadoras e a transparência nas ações governamentais têm sido características distintivas desta gestão municipal.


AVANÇOS


Recentemente, o governo deu início à construção do Centro Administrativo, que abrange uma área de mais de 46 mil m², localizada na zona oeste da cidade, no entorno do Terminal Rodoviário Dr. Sebastião Vieira Romão. Abrigará a sede da Prefeitura e todas as secretarias municipais. A edificação contará com dez andares. Conforme o prefeito, “essa obra vai melhorar a forma de atender o cidadão, trazendo eficiência, modernidade e economia para os cofres públicos”.


Construção do Centro Administrativo que abrange uma área de mais de 46 mil m²

Sérgio Azevedo não se considera apenas um político, mas também um cidadão que cresceu, se desenvolveu e atuou como funcionário público na própria cidade que agora lidera. Essa conexão pessoal com Poços de Caldas lhe proporciona uma perspectiva única e um comprometimento genuíno com o bem-estar desta comunidade. Sua jornada política não foi apenas uma trajetória ascendente, mas também, uma narrativa de serviço público contínuo e dedicação à cidade que o viu crescer.


Uma das características mais distintivas da liderança de Sérgio Azevedo é sua afinidade com o cooperativismo. Essa filosofia, que valoriza a colaboração, o diálogo e o trabalho conjunto em prol do bem comum, tem sido alicerce de sua administração. Inspirado por valores de coletividade e solidariedade, Azevedo busca envolver os cidadãos, as empresas e as instituições locais em um esforço conjunto para impulsionar o crescimento sustentável e a qualidade de vida em Poços de Caldas.


Uma das marcas registradas do governo é a eficiência administrativa. Com abordagem moderna e orientada para resultados, tem levado a uma transformação tangível da forma como a cidade opera. A adoção de tecnologias inovadoras, a modernização dos processos burocráticos e a promoção da transparência são pilares desta transformação. Estas medidas aumentaram a produtividade do governo e também melhoraram a experiência dos cidadãos ao interagirem com os serviços públicos.


A visão de futuro da adminstração pública transcende as barreiras do presente. Sérgio enxerga Poços de Caldas como uma cidade rica em heranças histórica e turística, mas também como um polo de inovação, desenvolvimento econômico e oportunidades para todas as gerações. Segundo ele, os investimentos estratégicos e projetos abrangentes estão construindo uma base sólida para um futuro próspero e, sobretudo, sustentável para a cidade.


“A atual transformação do município atesta um governo assertivo que está trilhando um caminho de prosperidade, inovação e unidade, e este legado perdurará muito além desta gestão. Os reflexos econômicos conquistados pelo município impactam positivamente também as cidades circunvizinhas”, diz.


O prefeito enfatiza que sem credibilidade, transparência e gestão eficaz nenhuma melhoria e tampouco investimentos seriam possíveis. Ele ressaltou que Poços vive um dos seus melhores momentos econômicos, com a Prefeitura financeiramente organizada e pronta para avançar ainda mais. “É um momento totalmente diferente de quando assumi o governo em janeiro de 2017. Naquela época, a prefeitura passava por grandes dificuldades e estava totalmente desestabilizada. Primeiramente, unimos os servidores mostrando a importância do trabalho de cada um e de cada setor para a cidade e, sobretudo, para a comunidade. Demos condições de trabalho e juntos abraçamos esta causa. Isso resultou na aprovação majoritária da população que nos deu a oportunidade deste segundo mandato. Eu não penso em política mas sim em gestão. E hoje todos nós, funcionários públicos e população, vemos Poços de Caldas se destacando em todos os segmentos e em todas as áreas. Estamos, juntos, colhendo os resultados desta união pela cidade”, pontuou.


Sérgio explica que o governo municipal tem uma visão macro para o presente mas focada também no futuro. Em se tratando de vias e asfalto, o prefeito diz que já preparou a cidade para os próximos 30 anos. Grande parte das vias recebeu novo asfalto produzido por uma nova usina adquirida pela atual administração. “Antes, investia-se em torno de R$ 3 milhões por ano em operações tapa-buracos. Agora, com esta usina moderna, há o recapeamento total das vias”.



Os avanços podem ser vistos em todas os setores da administração pública. Conforme Sérgio, o governo municipal está revitalizando todas as escolas e as creches, além da futura construção de duas escolas modelos que serão um diferencial em educação em nível Brasil. “Com o apoio do governo do Estado, através do programa Mãos Dadas, a nossa cidade vai ganhar duas escolas integrais, uma na zona leste e outra na zona sul. O projeto, que será uma revolução na educação do município, será enviado para Câmara e, após aprovado, o Estado disponibilizará R$ 20 milhões para as obras. Sem dúvidas, um grande avanço na educação”, pontua.


Na saúde, grandes avanços, inclusive com o início da construção do Hospital do Câncer de Poços de Caldas, uma demanda antiga da população. “Conseguimos uma emenda parcial em Brasília e o governo municipal fará o complemento do recuso financeiro para executar o tão sonhado Hospital do Câncer. Não é uma obra só da cidade, mas para a região”.

Neste mês de agosto, a cidade ganhou o primeiro pronto-atendimento infantil 24 horas da regão, localizado no Hospital Margarita Moralles. É pioneiro na região no serviço de urgência e emergência para crianças de 0 a 12 anos. A obra é resultado do trabalho conjunto do município com a PUC Minas, que contribuiu para a reforma do espaço que abriga o PAI. De acordo com o pró-reitor adjunto da instituição em Poços de Caldas, Prof. Dr. Iran Calixto Abrão, essa unidade será muito importante para a atuação dos alunos do curso de medicina. “A inauguração do PAI contribuirá muito para a formação dos alunos do curso de medicina, que terão um local adequado para realizar os atendimentos. Já estamos com alunos realizando o internato em pediatria junto aos professores”. A equipe da unidade contará com um enfermeiro, dois pediatras, dois técnicos de enfermagem e um auxiliar administrativo por plantão. A estrutura conta com 4 leitos de internação, uma sala vermelha para assistência a urgências e emergências, uma brinquedoteca, sala de espera e equipamentos novos, de ponta, para garantir retaguarda à assistência oferecida às crianças.


Outros avanços estão relacionados a programas inéditos, como por exemplo, o Fila Zero, que envolve cirurgias eletivas. Ele explica que no início do primeiro mandato havia munícipes aguardando por cirurgias há mais de quatro anos. Segundo ele, todos os procedimentos represados até dezembro de 2022 serão realizados durante este ano de 2023, colocando em dia o acúmulo de demanda gerado pela pandemia. Serão mais de 50 mil procedimentos, entre consultas, exames e cirurgias. “Temos como meta que o serviço público atenda melhor do que a iniciativa privada, com celeridade, qualidade e bom atendimento”, enfatiza.

Com mais de 160 mil habitantes, segundo o IBGE – dado questionado pelo Prefeito – Poços se mostra uma cidade segura para se viver. A Polícia Militar tem aumentado constantemente o contingente para atender o município e também a região. “Índice zero em criminalidade é utopia. Porém, temos uma cidade segura, sobretudo, por ser turística. Mas queremos melhorar e, por isso, haverá investimento na Guarda Municipal para reforçar o número de profissionais com mais 100 guardas e dobraremos a capacidade de monitoramento em toda a cidade em parceria com a Polícia Militar”.


Conforme o prefeito, devido ao turismo, a cidade atrai muitas pessoas em situação de rua, sendo muitos de outras cidades. O prefeito explica que o governo tem traçado estratégias de políticas públicas eficazes para mitigar essa questão. “Orientamos a população a não dar esmolas. Não fazemos remoção forçada de pessoas em situação de rua, porém, essas pessoas, quando aceitam, têm onde ficar. Há um abrigo municipal onde elas podem ficar, dormir, tomar banho e se alimentar. Se quiserem, têm acesso a cursos para se prepararem para o mercado de trabalho. A gente faz tudo e só ficam na rua os que querem. Assim, quando a pessoa dá uma esmola, na verdade ela está atrapalhando todo esse projeto social do município, pois isso incentiva essas pessoas a continuarem nas ruas. Cada um tem a sua razão, mas o Governo está aqui para colaborar para que essas pessoas a vivam com dignidade”.


Outro programa extremamente importante – e que foi implantado por outros prefeitos – foi o Juro Zero, idealizado pelo governo poços-caldense. Essa iniciativa foi premiada pela Associação Mineira de Municípios e pelo Sebrae devido seu valor social. Durante a pandemia do novo Coronavírus, muitas famílias viram seus negócios atravessarem sérios problemas financeiros quando muitos ficaram sem rendimentos. A ação tem o objetivo de ajudar os pequenos negócios de Poços de Caldas que foram mais penalizados com a pandemia. O programa consiste na disponibilização de uma linha de crédito de até R$ 15 mil reais, sem juros, por meio de parcerias com instituições financeiras, cadastradas na Prefeitura por chamamento público. A quitação é feita em até 36 parcelas para MEIs, microempresas e profissionais liberais, com um período de 6 meses de carência. “Esse programa veio socorrer essas pessoas com mais dificuldade e o Governo Municipal arcou com os juros, ou seja, as pessoas pagaram exatamente o valor que pegaram, sem ter que se sacrificarem com juros. Muitas empresas continuam existindo e outras foram abertas graças a este programa”, pontua o prefeito.



A mola propulsora da economia de Poços de Caldas continua sendo o turismo e, conforme o prefeito, a pandemia deixou isso muito claro. Após esse período conturbado, o setor turístico local se reinventou, se profissionalizou e se modernizou. “E avançamos muito. Vejo que o comércio, os hotéis, a gastronomia e todo o segmento ainda crescerão muito. Todos darão um grande salto, mas é importante se qualificarem e oferecerem um turismo cada dia com mais qualidade. Recebemos, aproximadamente, 1 milhão de turistas por ano e temos um potencial grande de crescimento. Em julho, nossa rede hoteleira atingiu 100% de ocupação e muitos turistas se hospedaram em cidades vizinhas. Poços vive um grande momento em sua história e, por isso, deve-se haver esse investimentos também da iniciativa privada, como por exemplo, em hotelaria, aumentando o número de leitos, em lazer e gastronomia também”.


Sérgio enfatiza a retomada do protagonismo da cidade. “Poços de Caldas foi um grande destaque nacional na época dos casinos. Vejo que estamos retomando esse protagonismo e estamos puxando o desenvolvimento da região inteira. Os turistas vêm para cá, mas vão também para Guaxupé conhecer a terra do café, à Juruaia conhecer o polo de lingerie, a Muzambinho, cidade do Instituto Federal do Sul de Minas e a terra do jornalista Milton Neves. Toda a região precisa crescer junto com Poços de Caldas e isso é fundamental. Nossa região é rica, polo estadual, e cada cidade tem o seu atrativo. É o momento nos posicionar como tal, aproveitar e crescermos juntos. Estamos recolocando Poços de Caldas nesse cenário, mostrando todos os seus diferenciais, trazendo indústrias e investindo no turismo. Hoje isso acontece porque Poços de Caldas é industrial, é turística, é comércio e é serviços. Poços é tudo”, conclui.


CIDADE ESTÁ ENTRE AS 80 MAIS COMPETITIVAS DO PAÍS


Poços de Caldas ficou com o 79° lugar no Ranking de Competitividade dos Municípios, na categoria nacional. Em Minas, a cidade ocupa a nona colocação, ficando atrás de do muniicípios sul-mineiros de Pouso Alegre (4°) e Varginha (8°).


Os resultados foram divulgados pelo Centro de Liderança Pública (CLP) na última terça-feira (22), durante o XII Congresso Consad de Gestão Pública, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O estudo mostra quais cidades conseguem dar prioridade a políticas públicas voltadas para o bem-estar da sociedade.


O ranking analisa os 410 municípios com população superior a 80 mil habitantes, de acordo com a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram utilizados 65 indicadores, organizados em 13 pilares temáticos e três dimensões: instituições, sociedade e economia.

wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page