top of page
consórcio 980x250.jpg

MÚSICOS BRASILEIROS BRILHAM EM APRESENTAÇÕES ICÔNICAS DE ANDREA BOCELLI NO PAÍS


Andrea Bocelli durante concerto em São Paulo (Foto: Ricardo Dias/Revista Mídia)
Tenor se apresentou ao lado da Orquestra Jovem do Estado e o Coral Jovem do Estado de São Paulo

Por Ricardo Dias, Revista Mídia


Duas noites memoráveis tendo o Allianz Parque, em São Paulo, como palco para as belíssimas apresentações do tenor Andrea Bocelli. Ele retornou ao Brasil para celebrar seus 30 anos de carreira. Os concertos aconteceram nos últimos dias 25 e 25 de maio e, apesar das previsões de chuvas, o que se viu foram noites onde estrelas brilharam e encantaram o grande público presente.

O Coral Jovem do Estado de São Paulo (Foto: Ricardo Dias)

Além da estrela maior do espetáculo, Bocelli, brilharam também as estrelas dos músicos e cantores brasileiros. Sim, em todas as apresentações do cantor no Brasil ele foi espetacularmente acompanhado pela Orquestra Jovem do Estado e o Coral Jovem do Estado de São Paulo, sob a regência do maestro e pianista Carlo Bernini. Tanto a orquestra quanto o coral são ligados à Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP) Tom Jobim, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura. Os grupos têm uma proposta não apenas artística, mas forte função pedagógica. A Orquestra Jovem do Estado tem direção musical do maestro Cláudio Cruz e o Coral Jovem do Estado é dirigido por Tiago Pinheiro, com preparação vocal de Marília Vargas. Eles foram ovacionados pelo grande público e mostrou toda a qualidade, competência e o grande valor dos músicos brasileiros.


(Fotos: Ricardo Dias)

‏    ‎

A turnê no país já teve concertos em Belo Horizonte, Brasília e Rio de Janeiro. A realização é da Dançar Marketing. A produção da turnê firmou parceria com a Cruz Vermelha, filial São Paulo, para o recebimento de doações que serão direcionadas para o Rio Grande do Sul.


Segundo a produção, a campanha de arrecadação teve foco em alimentos não perecíveis como arroz, feijão, macarrão, farinha de mandioca, farinha de milho, farinha de trigo, farinha de tapioca, polvilho, fubá, milho em conserva, lentilhas, grão-de-bico, ervilha, óleo vegetal, azeite de oliva, vinagre, café,chá, erva-mate, açúcar, sal, achocolatado em pó, leite em pó, molho de tomate em lata, sardinha em lata, atum em lata, biscoitos diversos (como bolachas, cookies), conservas de legumes (como palmito, milho, ervilha), entre outros. As doações foram entregues no momento de acesso ao show.

Apresentação tem convidados especiais


Sandy foi a artista brasileira convidada para se apresentar ao lado de Andrea Bocelli, em todos os concertos. Os dois artistas firmaram a primeira parceria em 1997, gravando juntos uma versão de “Vivo Per Lei”. Também dividiram o palco em Belo Horizonte e em São Paulo, em concertos memoráveis realizados pela Dançar Marketing, e em 2012, em Portofino (Itália), ocasião em que Sandy acompanhou o tenor em sua primeira performance em português, “Corcovado”. A cantora foi, literalmente, impecável em cada dueto e também em seu solo nos shows em São Paulo. Disciplinada e afinadíssima, recebeu milhares de aplausos por sua performance única.



Já Matteo Bocelli, filho do tenor, se apresentou pela primeira vez no País. Juntos, cantaram o sucesso “Fall On Me” , gravado em 2018, que tem mais de 400 milhões de streamings nas plataformas digitais.

O tenor também convidou a soprano Cristina Pasaroiu, que tem no currículo mais de 45 papéis principais de representações das maiores óperas da história, como Carmen e La Traviata. Caroline Campbell, conhecida como a “violinista das estrelas” por suas parcerias com grandes nomes da música internacional, repete a parceria com Andrea Bocelli, com quem já tocou na icônica comemoração dos 300 anos do Jubileu de Aparecida, em 2016.

A apresentação teve as participações de dois bailarinos Angelica Gismondo que, em 2021, foi convidada para estrear no lendário festival em Lajatico, "O Teatro del Silenzio", ao lado de Andrea Bocelli, com quem se apresentou também em Macerata, na Arena Sferisterio, em um concerto beneficente para a Fundação Andrea Bocelli; e Francesco Costa, dançarino italiano que já esteve ao lado do tenor no Teatro Del Silenzio, na Itália.


UM ESPETÁCULO COMO POUCOS REALIZADOS NO BRASIL


Olhos vidrados olhando para o palco. Não era raro ver lágrimas escorrendo pelos rostos paralisados ao assistirem o hors concours da música erudita mundial. A cada encerramento de uma música, aplausos longos em forma de agradecimento de uma plateia que, de pé, gritava “bravo, bravíssimo”.


Bocelli soube recompensar os fãs. Em mais de 2 horas de show interpretou clássicos como “O Fortuna”, “La donna è mobile”, “Di quella pira”, “Quando m’ en vó”, “La mia Letizia infondere”, “Tace il labbro”, “Funiculi Funiculá”, “Granada”. Ao lado de  Caroline Campbell), cantou “Tango Jalouise”, “En Aranjuez con tu amor", “Melodrama”, “All by myself” e“Bésame mucho”. Sandy duetou com o tenor em “Vivo per lei” e em ‘Con te partiró”. Com o filho, Mateo, interpretaram “Fall on me”, “Dimmi”, “Dime” e a belíssima “Nessun dorma”. Após se despedir da plateia, o tenor retornou ao palco e presenteou o público com a interpretação única da música “Perfect Symphony”. Um espetáculo único. Bravo. Realmente, bravíssimo.

Comments


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page