top of page
consórcio 980x250.jpg

JOÃO MARCOS RIOS: A paixão pela profissão que se transformou em uma rede de hospitais veterinários



No universo do empreendedorismo, histórias de sucesso frequentemente são inspiradoras não apenas por suas conquistas, mas também pelos desafios superados e pela visão audaciosa dos seus protagonistas. Um exemplo notável é a trajetória de João Marcos Pereira Rios, um médico veterinário visionário que transformou sua paixão pela profissão em uma rede de hospitais veterinários de destaque na região de Ribeirão Preto, São Paulo.


Formado em Medicina Veterinária pela renomada UNESP Jaboticabal, João Marcos não se limitou à sua formação acadêmica. Possui MBA em Administração e Finanças PUC-RS, MBA em Gestão Hospitalar PUC-RS, Investment Banking pela Saint Paul, Exchange Student at Phoenix Arizona 2016, Foreman at Meyer Ranch North Dakota 2018-2019.


Em 2020, antes mesmo de concluir sua formação, João Marcos uniu forças com seu sócio Alan Mora para fundar o Hospital Veterinário VFP, em Ribeirão Preto, no qual atua como Diretor Administrativo.

Com um investimento inicial de 130 mil reais de cada sócio, eles equiparam um modesto espaço de 260m² para oferecer serviços especializados para cães e gatos. O que diferenciava o VFP era seu modelo de negócio inovador, voltado para o mercado B2B2C, uma abordagem pouco comum na indústria, que visava não apenas atender os clientes finais, mas também estabelecer parcerias estratégicas com outras empresas do setor.


Desde o início, João Marcos e sua equipe demonstraram uma dedicação incansável ao negócio, investindo em inovações e concentrando seus esforços para garantir um crescimento sustentável e acelerado. O comprometimento com a excelência no atendimento e a busca constante por soluções inovadoras logo renderam frutos, impulsionando o VFP a se tornar uma referência na região.

Atualmente, o VFP está prestes a inaugurar sua quarta unidade, expandindo sua presença para além de Ribeirão Preto, alcançando cidades como Araraquara, Uberlândia e São José dos Campos. Em Ribeirão Preto, a empresa já ocupa um espaço de impressionantes 1300m² e emprega mais de 70 pessoas, evidenciando não apenas o crescimento da empresa, mas também seu impacto positivo na economia local, proporcionando oportunidades de emprego e desenvolvimento profissional para a comunidade.



O plano de crescimento empresarial de João Marcos não para por aí. Com uma visão de longo prazo e uma determinação admirável, ele almeja inaugurar mais cinco unidades no sudeste do país até o final de 2024, consolidando ainda mais a posição do VFP como uma das principais redes de hospitais veterinários da região. Além disso, sua meta é alcançar a impressionante marca de 500 colaboradores trabalhando nos hospitais até o final de 2025, reforçando o compromisso da empresa com o crescimento econômico e o bem-estar dos animais de estimação e seus proprietários.


Trata-se de uma história empreendedora e um testemunho inspirador do poder da visão, da determinação e do trabalho árduo. A jornada de João Marcos exemplifica como uma combinação de paixão, inovação e comprometimento pode transformar sonhos em realidade e criar impacto positivo não apenas nos negócios, mas também na comunidade e na sociedade como um todo.


FORTES RAÍZES EM GUAXUPÉ



João nasceu e cresceu em Guaxupé. É filho de Marcos Pereira Rios, médico veterinário, e Beralda Maria de Souza Rios, professora, e a irmã Raquel Pereira Rios, cardiologista, a qual não mede elogios. “É a mais inteligente da família. Me orgulho muito da mulher e da profissional que ela se tornou. Um dos feitos dela foi passar em primeiro lugar no mestrado na melhor instituição de cardiologia da América Latina, o Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo”, disse.


Da infância em Guaxupé, se recorda com alegria. “Falo para os meus amigos de cidades grandes que a infância em cidade pequena é perfeita. Podia andar de bicicleta em toda a cidade, frequentava o Clube Guaxupé e o Country Club quando desejava, ia caminhando comprar picolé de R$0,20 na Dona Ana, da Sabor e Cor, praticava diversos tipos de esportes e também tinha uma boa educação no Colégio Dom Inácio”.


O empreendedor traz amigos daquela época até hoje e acredita que serão para a vida toda. “É uma felicidade muito grande, pois sei que são amigos que posso contar a todo momento”, disse.

Descontraído, ele revela que o Colégio Dom Inácio o marcou muito. “Acredito que os professores e diretores tiveram bastante dificuldades em me disciplinar, porém, tiveram um resultado razoável. No ano passado me chamaram para dar uma palestra para as turmas do Colegial e disseram que, realmente, eu dei bastante trabalho. Portanto, peço desculpas, em especial para a Nelide e Dona Léa, que eram da diretoria à época e gastavam bastante tempo comigo. Brincadeiras à parte, minha infância e adolescência foram muito boas em relação a diversão, mas também em relação a aprendizados”.

Ele conta que fez faculdade na UNESP, em Jaboticabal, em 2014 e conseguiu finalizar em 2022, pois optou por fazer algumas pausas para trabalhar nos Estados Unidos. “Eu saí de Guaxupé em 2013 e depois disso só volto para passear e visitar minha família, pois minha vida profissional me distanciou um pouco dela. Em 2014 fui morar em Jaboticabal para fazer faculdade, em 2016 morei, em Phoenix, no Arizona, em 2017 e 2018 morei em uma fazenda na Dakota do Norte e em 2020 me mudei para Ribeirão Preto para abrir minha primeira empresa. Já passei temporadas em São José do Rio Preto, Uberlândia e outras cidades para expandir nossa empresa”.


Com essa vida agitada de empreendedorismo, ele sempre consegue um tempo para curtir o filho Miguel, de 4 anos. “Meu filho é minha paixão, não vejo a hora de chegar em Guaxupé para aproveitar os finais de semana com ele ou tirarmos alguns dias para viajar. Minha rotina ainda não permite que eu fique com ele por muitos dias, mas sempre que tenho um tempo viajo até Guaxupé para vê-lo e, claro, o restante da família”.


Atualmente, reside em Ribeirão Preto-SP, porém, diz não ter residência fixa. “Estamos em uma fase de expansão bem dinâmica dentro da empresa. A cada semana estou em uma cidade, portanto, acredito que se eu comprar alguma casa em Ribeirão Preto ou em algum outro local, irá atrapalhar meu desempenho neste momento. Daqui alguns anos irei pensar em algum local fixo para morar”.


Neste processo expansionista, vive em Uberlândia, Araraquara e São José dos Campos, onde há filiais, além de Belo Horizonte, Uberaba, Piracicaba, entre outras nas quais há projetos de abertura de unidades em breve. “Neste começo de empresa a vontade de crescer é muito grande, porém, ainda temos uma equipe pequena e preciso tomar a frente de muitas coisas”.


O médico veterinário não exerce a parte médica veterinária, mas sim, a administrativa. Revela que desde muito cedo gostava bastante de comércio e negociações. “Desde meus 10 anos de idade eu já coletava latinhas de alumínio que eram lixo nas festas familiares para vender como sucata e, posteriormente, com este dinheiro, eu comprava pintinhos ou bezerros para esperar crescer e vender a um preço maior. Com o tempo esse comércio foi melhorando e fui aprimorando um pouco mais”. Também chegou a comprar cigarros de palha em Piracanjuba para vender na faculdade. “Comprei sacas de café para revender, roupas importadas e diversas outras coisas para ganhar dinheiro antes de começar a minha empresa”.


A importância dos pais


A vocação para a medicina veterinária herdou do pai. “Eu me formei médico veterinário pois, desde mais novo, acompanhei meu pai, Marcos Rios, nas fazendas nas quais ele dava assistência técnica. Gostava muito da rotina de fazendas de gado e optei por seguir esta carreira. No meio da faculdade comecei a entender um pouco mais sobre a pecuária, sobre o mercado pet e outros mercados também. Assim, acabei abandonando um pouco a pecuária para empreender no mercado pet. Desde minha infância eu comercializei gado, frangos, café e outras produtos que conseguia ganhar dinheiro e meu pai foi uma peça chave me apoiando nesta jornada. A importância da minha mãe, Beralda Rios, na minha trajetória de vida foi a moldagem do meu caráter. Devo a ela quase 100% do que tenho de caráter e garra de vencer, pois ela sempre foi exemplo nestes aspectos. Passei toda minha infância vendo ela acordando 5 horas da manhã para trabalhar e voltando 22 horas, o que para muitos é um exagero, para mim é motivo de orgulho e é uma das coisas que me ajuda batalhar no dia a dia. Sei, desde cedo, que para vencer na vida precisamos de esforço e coloco minhas energias para trabalhar tanto quanto ela para que eu possa dar uma boa educação ao meu filho tal como tive”, disse.


“Gostaria de agradecer à Revista Mídia pela entrevista que me foi concedida, foi um prazer contar um pouco sobre minha trajetória. Algumas pessoas da cidade me procuram para falar sobre o setor veterinário, pedir estágios ou falar sobre a empresa. Eu sou muito grato por isso e tenho enorme prazer em retribuir da melhor maneira que possível”. finaliza.


コメント


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page