top of page
consórcio 980x250.jpg

"Guaxupé é a casa da maior cooperativa de cafeicultores do mundo", destaca presidente da OCB



O presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras - OCB, Márcio Lopes de Freitas, falou com exclusividade à Revista Mídia sobre o sucesso das cooperativas guaxupeanas, entre elas, a Cooxupé, um patrimônio nacional.


Ele explicou que na cultura portuguesa não está o cooperativismo, embora haja outras qualidades. “A gente vem de uma cultura ibérica, baseada nos portugueses, com as qualidades fantásticas que têm. Mas a solidariedade e o cooperativismo não são dessa bagagem. Em que pese outras qualidades que têm, a nossa nossa cultura cooperativista acabou vindo com as imigrações italiana e alemã. Depois, em uma outra fase, com a imigração japonesa. Essa turma que, saindo das bases, de problemas e de crises, vieram para o Brasil trazendo um pouco mais da cultura do associativismo e do cooperativismo. Plantaram uma cultura mais forte da solidariedade. Então, quando você vai reforçando isso com bons exemplos de cooperativas acaba retomando na força do cooperativismo que consegue desabrochar”.


Ele afirma que, para prosperar, somente uma terra fértil não é suficiente para cultivar o cooperativismo. “A cooperativa precisa gerar resultados para permanecer. Vemos isso nas boas cooperativas de Guaxupé e nas regiões onde a agricultura também tem conseguido gerar retornos de resultados que reforçam essa característica de caráter mais associativista. Cabe a nós cultivar, fazer com que isso se propague e que essas cooperativas realmente façam a diferença, não só para o corpo de associados, mas nas regiões onde elas estão. Com isso, ganharão mais estrutura empresarial, profissionalismo e força para continuar a desenvolver-se”.


Freitas explica que a Cooxupé é uma referência mundial - e que muitos não conhecem a real dimensão dela no mercado. “Guaxupé é a casa da maior cooperativa de cafeicultores do mundo. Sozinha, ela é 65% do que é a Colômbia. É é uma baita de uma empresa que não tem um dono, mas sim, 18,3 mil donos e gera um resultado regional que nunca seria possÍvel se não fosse essa organização. Se esses cooperados tivessem dispersos, os recursos iam se esvaindo e a coisa se perdia. Essa visão, para mim, é muito clara. Eu conheço a Cooxupé há mais de 40 anos e continuará fazendo um trabalho muito bom. É uma referência. Atualmente, a movimentação econômica dela está entre as 10 maiores do ranking nacional. Agora, eu costumo dizer que o ranking é o clube do bi, dos bilhões de dólares. Temos no Brasil cerca de 50 cooperativas que faturam acima de R$ 1 bilhão”.


Ele prossegue afirmando que não só pelo faturamento vem o gigantismo da Cooxupé. Ele destaca a movimentação social realizada pela cooperativa. “São mais de 18 mil associados e uma capacidade de gerar renda e prosperidade para toda uma macrorregião", pontuou.


A OCB nasceu em um período em que o movimento cooperativista buscava fortalecimento a partir da união. Já são mais de 50 anos de história, acumulando conquistas e descobrindo caminhos que levam o cooperativismo cada vez mais longe e para cada vez mais brasileiros. Conheça um pouco da nossa trajetória até aqui.


Em 2001, aconteceu a posse do presidente Márcio Lopes de Freitas, com mandato até 2004. Familiarizado com a cultura cooperativista desde criança, por influência de seu pai, Rubens de Freitas, que teve expressiva atuação à frente da Ocesp, Márcio é reconhecido nacionalmente como um cooperativista nato. De lá para cá, foi reeleito duas vezes ao cargo, e, depois disso, com alterações no modelo de governança da instituição, já foi indicado pela Diretoria ao cargo de presidente mais duas vezes, ocupando a função até os dias de hoje.

Em 2005, a criação da Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop), marcou o reconhecimento da categoria econômica das cooperativas em área de abrangência e base territorial, fortalecendo e consolidando o Sistema Confederativo de Representação Sindical das cooperativas.

Comments


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page