top of page
consórcio 980x250.jpg

Governo de Minas lança o Carnaval da Liberdade

Iniciativa contempla editais de fomento a iniciativas populares, além de programação organizada pela Fundação Clóvis Salgado
O secretário Leônidas Oliveira (Foto: Leo Bicalho

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), lança, nesta quinta-feira (11), o Carnaval da Liberdade, iniciativa intersetorial que apresenta uma ampla programação e investimentos, unindo diversas frentes do Governo de Minas e parceiros, a exemplo da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur), Associação Mineira de Municípios (AMM) e Rede de Gestores de Cultura e Turismo de Minas Gerais.


Haverá o aporte de R$ 5,6 milhões, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio do patrocínio da Cemig e da Ambev, para projetos relacionados ao Carnaval, o que irá permitir dar sustentabilidade aos blocos, escolas de samba e agremiações. Várias ações artísticas de Minas Gerais já estão confirmadas fortalecendo o calendário de eventos culturais. Iniciativa contribui para reforçar o posicionamento do Estado como um dos principais destinos turísticos também durante a festa de Momo.


O objetivo do Carnaval da Liberdade é incentivar mais os blocos, escolas de samba e grupos carnavalescos a realizar o Carnaval de 2023, após dois anos de pandemia. O Governo de Minas, por meio da Secult, ao fomentar essa festa, reconhece a importância desse evento para as manifestações culturais do estado e para o desenvolvimento da economia criativa, gerando oportunidades de emprego e renda para os municípios.


“O Carnaval é uma festa que celebra a diversidade, a alegria e a liberdade de ser e viver. E todo esse movimento carnavalesco, que temos acompanhado nos últimos anos, coloca Minas Gerais cada vez mais como um dos principais destinos de carnaval do País. A Liberdade Mora em Minas, e o Carnaval também. No nosso Estado podemos encontrar a diversidade dessa festa tão democrática, com blocos caricatos, ritmos e expressões artísticas”, comenta o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira. “Além da capital mineira, Minas Gerais possui várias outras cidades com suas programações já tradicionais e que oferecem uma diversidade de opções para diferentes gostos. O turista que vem pra Minas tem como escolher desde o Carnaval com marchinhas e batuques no interior até os blocos que arrastam multidões nas avenidas de Belo Horizonte”, completa.


Fomento

O investimento no Carnaval da Liberdade é de mais de R$ 5,6 milhões, com patrocínio da Cemig e da Ambev - via Lei Estadual de Incentivo à Cultura - a serem aportados em projetos ligados à temática de cultura carnavalesca, como apresentações musicais, teatrais, dança, artes visuais e audiovisuais, além de festas populares ou outras manifestações culturais. Tradicionais blocos caricatos também poderão concorrer para que possam custear suas atividades. A intenção é contemplar iniciativas carnavalescas não só da capital, mas também do interior do estado.


O edital “Carnaval da Liberdade - Cemig 70 Anos” vai investir R$ 3 milhões. As inscrições começaram no dia 11 de janeiro e terminam no dia 18 de janeiro de 2023. Poderão participar da seleção proponentes apenas empreendedores pessoa física e/ou jurídica, com ou sem fins lucrativos, que já tenham projetos devidamente aprovados na Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LEIC) e autorizados para captação no exercício de 2022, sendo necessário informar no formulário de inscrição o link para o Ato da Comissão Paritária Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Copefic) que aprovou a captação de recursos. Já por meio do patrocínio da Ambev serão injetados R$ 2,6 milhões via LEIC.


Assim como o Natal da Mineiridade, o Carnaval da Liberdade propõe a integração dos eventos de Carnaval da capital com aqueles dos municípios mineiros. A ideia é ampliar a oferta de atrações para os visitantes que poderão escolher dentre os destinos aquele que considerar mais atraente. Um portfólio com a vasta programação no estado, a partir das informações encaminhadas pelos municípios, estará disponível no site visiteminasgerais.com.br.


A divulgação desses destinos também conta com a colaboração dos parceiros, como a Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur), a Associação Mineira de Municípios (AMM) e a Rede de Gestores de Cultura e Turismo de Minas Gerais.


O Conselho Estadual de Turismo de Minas Gerais também está desenvolvendo a Comissão de Carnaval com a sociedade civil organizada, produtores e artistas, para atuarem juntos na construção de políticas públicas voltadas para o estímulo e a promoção das expressões culturais e artísticas que constroem as comemorações carnavalescas.


Intersetorialidade

O Carnaval da Liberdade é fruto de um trabalho intersetorial com várias frentes do Governo de Minas. A Secretaria de Estado de Saúde vai atuar com campanha abrangendo medidas de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis, prevenção do uso de drogas e do uso consciente do álcool. Já a Secretaria de Estado de Meio Ambiente vai ceder o Centro Mineiro de Referência em Resíduos para a Abrasel, onde vão acontecer ensaios dos blocos nos fins de semana do mês de janeiro.


Além disso, conta com atuação das Forças de Segurança, garantindo uma celebração segura para os turistas e foliões em todo Estado. O efetivo dessas corporações será montado conforme expectativa de público para garantir tranquilidade no decorrer dos dias de folia.


Programação

Haverá a abertura do 2º Encontro Estadual das Afromineiridades, dia 3/2, grupos de Congado, capoeira, terreiros, samba, batuque, hip hop, da capital e do interior do estado, vão se apresentar no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes, celebrando a cultura afromineira. Já no dia 4/2, será promovida uma série de atividades de formação no Palácio da Liberdade, seguida de um cortejo.


Ainda durante o pré-Carnaval haverá shows com artistas consagrados, como ÀTTØØXXÁ e Pabllo Vittar, que vão se apresentar, respectivamente, nos dias 10 e 12/2, na Serraria Souza Pinto, integrando a programação do Jângalove.


Também estão confirmados para o evento os blocos Chama o Síndico, Swing Safado, Então, Brilha! e Truck do Desejo.


A mostra de cinema “Carmen Miranda e a Boa Vizinhança” temática vai integrar a programação entre os dias 7 a 28/2 no Cine Humberto Mauro. Serão exibidos clássicos como “Alô Alô Carnaval” (1936), de Adhemar Gonzaga (dos filmes brasileiros dos quais Carmem Miranda participou, este é o único que sobreviveu ao tempo); “Copacabana” (1947), comédia romântica em que protagoniza ao lado de Groucho Marx; “Carmen Miranda: Bananas Is My Business”, um documentário biográfico realizado pela cineasta Helena Solberg e muito mais. Serão realizados debates e palestras.


Em diálogo com a mostra, um bloco de carnaval vai se apresentar no Jardim Interno do Palácio das Artes. O festejo contará com performances artísticas caricatas, homenageando Carmen Miranda, além de cortejo com a Cia de Dança Palácio das Artes, DJs e barracas com pratos da cozinha mineira.


**2º Encontro Estadual da Afromineiridades

Dia: 3/2

Às 20h, apresentações artístico-culturais.

Local: Grande Teatro Cemig Palácio das Artes

Dia 4/2

Às 10h, Oficina de Saberes Tradicionais

Às 14h, Oficina de Tambores, seguida de cortejo

Local: Palácio da Liberdade


Mostra de Cinema

“Carmen Miranda e a Boa Vizinhança” (presencial e online)


Dia: 7 a 28/2

Local: Cine Humberto Mauro (Palácio das Artes) e online no cinehumbertomauromais.com

**Pré Carnaval: Jângalove 2023 com Pabllo Vittar, Àttøøxxá e Carnaval Até o Talo na Serraria Souza Pinto


Dia: 10 e 12/2

Local: Serraria Souza Pinto Z. Ingressos: Sympla


10/2 - Sexta-feira (das 20h às 4h)

ÀTTØØXXÁ

Chama o Síndico

Swing Safado

DJ Kingdom


12/2 - Domingo (das 14h às 00h)

Pabllo Vittar

Então, Brilha!

Truck do Desejo

Bôta Rosa


Esquentando os Tamborins: Concertos carnavalescos (Sinfônica e Lírico em Concerto)

Dia: 14 e 15/2

Local: Grande Teatro Cemig Palácio das Artes


Esquentando os tamborins serão dois concertos ao meio-dia apresentados pela Orquestra Sinfônica e Coral Lírico de Minas Gerais, com participação especial da Cia de Dança Palácio das Artes e de integrantes da Escola de Samba Canto da Alvorada, cujo samba enredo homenageia a FCS em seus 50 anos. O repertório traz arranjos de Fred Natalino, para marchinhas e sambas conhecidos do nosso carnaval

wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page