top of page
consórcio 980x250.jpg

Governança: Cooxupé faz adoção de melhores práticas a favor da cooperativa e do cooperado



De uns anos para cá, a adoção de práticas e de estratégias tem sido discutida amplamente no universo corporativo. Neste sentido, a governança ganha evidência. Como essa questão influencia e, até mesmo, beneficia o dia a dia do cooperado na Cooxupé?


No universo de cooperativas, a OCB descreve Governança Cooperativa como “um modelo de direção estratégica (...) visando garantir a consecução dos objetivos sociais e assegurar a gestão da cooperativa de modo sustentável em consonância com os interesses dos cooperados”. Dois importantes agentes da governança na cooperativa são os Conselhos de Administração e Fiscal.


E NA COOXUPÉ, COMO ISSO INTERFERE NA VIDA DO COOPERADO?

A Governança Cooperativa tem em seus princípios a autogestão, o senso de justiça, a transparência, educação e sustentabilidade. Os cooperados contribuem para a formação do capital social da cooperativa sendo donos e, ao mesmo tempo, usuários da sociedade, segundo a OCB. O organograma da Cooxupé mostra o funcionamento de um dos aspectos da Governança na cooperativa.


COMO É A FORMAÇÃO DOS CONSELHOS?

No total, são 15 conselheiros, sendo 9 para o Conselho de Administração (renovação de no mínimo três cooperados a cada quatro anos) e 6 para o Fiscal (renovação de no mínimo quatro membros a cada ano). Todas as votações e aprovações acontecem durante as Assembleias Gerais Ordinárias, sempre com a participação do cooperado.

Além de atender a uma série de exigências para integrar os conselhos da Cooxupé, todos os membros são de núcleos/cidades diferentes, o que torna efetiva a visão integral da cooperativa.


FUNÇÃO DOS CONSELHOS

O Conselho de Administração tem como missão proteger e valorizar a Cooxupé, promovendo o desenvolvimento socioeconômico e interesse dos cooperados, além de preservar a natureza Cooperativa do negócio, buscando sempre o equilíbrio entre os anseios das partes interessadas.

Já o Conselho Fiscal é o órgão que fiscaliza permanentemente as atividades econômicas e financeiras da cooperativa e quaisquer ações que comprometam a responsabilidade administrativa, fiscal, tributária e social da Cooxupé. Para desempenhar suas funções como conselheiros com excelência, a Cooxupé se preocupa com a capacitação de seus cooperados por meio de treinamentos específicos.







PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Trata-se da atividade mais nobre do Conselho de Administração da Cooxupé, que pensa e cuida constantemente do futuro da cooperativa e, assim, do futuro do cooperado. Todo PE foi desenvolvido com foco na geração de valor ao associado, mantendo-os preparados para enfrentar os desafios do mercado.


- A Assembleia Geral Ordinária é o órgão máximo, modelo decisório assemblear, que representa a decisão geral do cooperado. As decisões mais importantes passam pela AGO, realizada uma vez ao ano. São nas AGO’s que ocorrem as votações e decisões sobre os Conselhos Fiscal e de Administração da cooperativa.

- Já os Conselhos Fiscal e de Administração, formados sempre por votação, são os grupos de decisões colegiadas e que têm autonomia em relação às decisões estratégicas, representando os anseios, necessidades e demandas dos cooperados.

- A diretoria executiva (presidente e vice-presidente) é escolhida pelo Conselho de Administração da cooperativa, cujos membros obrigatoriamente também compõem o Conselho de Administração da Cooxupé. Dentro da área de governança, esta diretoria executiva conta com duas áreas Suporte: a de Comunicação e Marketing e a do Compliance, além de seis superintendências, cujos profissionais com visão e experiência do mercado são escolhidos pelo Conselho de Administração para administrar as áreas específicas.

wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page