FORÇA DA SOLIDARIEDADE: Juntos somos mais


Rosângela Felippe


Guaxupé é uma cidade que preza pela solidariedade humana. Isso tem se confirmado diante de acontecimentos que envolvem famílias que sofrem com perdas materiais como, por exemplo, a última forte enchente que ocorreu em março de 2019, no bairro Vila progresso. Toda a população guaxupeana se mobilizou para prestar socorro aos que tudo perderam doando roupas, alimentos, produtos de limpeza e outros. Não faltou compaixão, esforços e amor fraterno por parte da maioria. Mas não somente em períodos em que ocorrem grandes prejuízos financeiros o povo se sensibiliza e ajuda o próximo. Há, também, arrecadações para auxiliar os adoentados sem condições de tratamentos médicos.


Agora, em meio ao caos provocado por um vírus desconhecido, assim como todos os lugares do mundo, Guaxupé sofre pela falta de trabalho, pela queda de faturamento das empresas e do comércio. Muitos foram afetados, sobretudo as famílias que já viviam com baixíssima renda e dependiam do trabalho de hoje para comer no dia seguinte. Formou-se um clima de escassez em que panelas ficaram vazias, crianças chorando por falta de leite e pais e mães em desespero sem saber como alimentar seus filhos.


E mais uma vez, grupos se formaram na cidade para atender os que necessitam de amparo. Um desses grupos é o projeto ‘Juntos Somos Mais’ que, assim como tantos outros, agrupa voluntários no trabalho de arrecadação e distribuição de alimentos básicos para que o sofrimento de muitos seja amenizado. A fome é uma dor profunda que, além de maltratar o organismo humano, faz com que o cidadão se sinta humilhado, sobretudo quando se é um(a) trabalhador(a) que luta incansavelmente no dia a dia com total honestidade para dar sustento à família.


Um dos integrantes e idealizadores deste projeto, Fabrício Augusto Alves, por meio desta matéria expõe como é realizado todo o mecanismo deste trabalho em equipe que, até o momento, está conseguindo ajudar cerca de 260 famílias guaxupeanas.


COMO SURGIU O PROJETO ‘JUNTOS SOMOS MAIS’?

Surgiu através de um bate papo amigável, entre Lucinéia Vieira e eu, para decidirmos como poderíamos criar estratégias e ajudar as famílias afetadas pelo coronavírus. Já estávamos prevendo que, com a pandemia, muitos ficariam desempregados e, consequentemente, faltaria comida na mesa de muitos. Criamos, então, um grupo pelo whatsapp e começamos a arrecadar alimentos, produtos de higiene e limpeza. Conforme chegavam as doações, montávamos cestas básicas e as entregávamos às famílias carentes.  Criamos um link para que as pessoas pudessem acessar e participar da causa ajudando com doações e com pedidos a outras pessoas. E tudo foi dando certo! A imprensa começou a divulgar e criamos uma página no Facebook. A solidariedade e o amor ao próximo se espalharam.


QUEM SÃO AS PESSOAS ENVOLVIDAS NA CAUSA?

São muitas pessoas envolvidas no projeto. Além da Lucinéia, temos a minha esposa Eliana, minhas filhas Rhayssa e Laryssa, nossas amigas Flávia Cecílio, Ergia Antonelli, Maria Alice, Drielli, Giseli, Wanda, entre outros.


QUAIS OS TIPOS DE ALIMENTOS VÊM SENDO ARRECADADOS?

São arrecadados todos os alimentos, como: Arroz, feijão, açúcar, sal, farinha de trigo, fubá, pó de café, macarrão, massa de tomate, óleo, bolachas, leite, achocolatado, miojo, sardinhas, etc.


QUAL O CRITÉRIO ADOTADO PARA QUE AS FAMÍLIAS RECEBAM AS CESTAS BÁSICAS E, EM QUAIS BAIRROS TÊM SIDO REALIZADAS AS DISTRIBUIÇÕES?

Graças a Deus e a ajuda de toda a população, até o momento já conseguimos distribuir mais de 260 cestas básicas para, praticamente, todos os bairros da nossa cidade. Para receber a cesta básica, a família precisa preencher um cadastro, onde pegamos os nomes completos, endereço, nome do marido ou esposa, quantidade de filhos e idades. Verificamos, também, se os moradores recebem o Bolsa Família ou algum outro benefício, etc. Em alguns casos, não é preciso que façamos uma averiguação para que a cesta seja entregue.


A QUANTIDADE DE DOAÇÕES TÊM SIDO SUFICIENTE PARA ATENDER A TODOS OS QUE NECESSITAM DE AJUDA?

Somos muito gratos ao povo guaxupeano que está nos ajudando com as doações que, mesmo em meio à crise, essas pessoas se mostram o quanto são solidárias. Porém, a procura por ajuda está aumentando cada dia mais.


QUAIS SÃO OS POSTOS DE ARRECADAÇÃO DAS DOAÇÕES?

O nosso ponto de arrecadação oficial está localizado na Rua Presidente Getúlio Vargas, 187 Balaustra (rua da pizzaria Frangonete, na rua de cima da antiga Fepasa). Aproveitando a pergunta, gostaria de agradecer a nossa amiga Cleide e toda diretoria da Casa da Criança que, gentilmente, que nos cedeu o imóvel não somente para as arrecadações, mas também para armazenamento dos produtos e montagem das cestas. Temos outros dois pontos de arrecadação que estão nos ajudando: Fórmula Certa (Rua da Aparecida, 426 Centro) e Mussa Pet (Rua Marcelino Riviera, 360 em frente o Guaxupé Coutry Club).


QUAIS OS PRODUTOS MAIS NECESSÁRIOS PARA A MONTAGEM DAS CESTAS BÁSICAS?

Os produtos como arroz, feijão, óleo e o pó de café, são os que sempre precisam mais e temos que correr atrás para montar as cestas.


AS DOAÇÕES DE PRODUTOS DE LIMPEZA TÊM SIDO FEITAS NA MESMA PROPORÇÃO QUE A DOS ALIMENTOS?

Junto aos alimentos da cesta básica, acrescentamos um kit de higiene e de limpeza (sabonetes, pasta de dente, papel higiênico, sabão em pó, sabão em pedra e detergente). Porém, esses produtos não chegam com a frequência necessária entre as doações.


NEM TODOS OS DOADORES PODEM ENTREGAR SUAS CONTRIBUIÇÕES NO LOCAL POR QUALQUER RAZÃO OU DIFICULDADE. PARA QUE OS PRODUTOS SEJAM RETIRADOS NAS RESIDÊNCIAS, QUAIS AS PROVIDÊNCIAS ESTÃO SENDO TOMADAS?

Devido à correria do dia a dia, a falta de locomoção e muitas pessoas com receio de sair de suas casas devido ao coronavírus, estamos à disposição para retirar as doações na casa dos doadores. Basta ligar para (35)98873-5907.


QUANTO AOS GUAXUPEANOS AUSENTES, OU MESMO OS QUE MORAM NA CIDADE, QUE QUEIRAM DOAR FAZENDO COMPRAS ONLINE, QUAIS SÃO OS SUPERMERCADOS QUE OFERECEM ESSE SERVIÇO EM SITES E ENTREGAM OS PEDIDOS NOS POSTOS DE ARRECADAÇÃO DO ‘JUNTOS SOMOS MAIS’?


Tonin Atacado, Supermercado São Paulo, Caçulinha, Supermercado Serv Bem


QUAIS AS EXPERIÊNCIAS MAIS MARCANTES QUE A EQUIPE DO ‘JUNTOS SOMOS MAIS’ ESTÁ VIVENCIANDO COM ESTE TRABALHO FILANTRÓPICO?

Experiências marcantes são o que mais temos. Por várias vezes, sai da casa das famílias assistidas chorando, depois de ver que eles estavam com seus armários e despensas vazias. Cheguei a ver filhos chorando de fome, pedindo ‘mamá’ e os pais chorando também, pois não tinham leite para dar para aos filhos. Cheguei a ver crianças gritando de alegria e agradecendo por uma simples bolacha recheada que tinha na cesta. Lembro-me, claramente, de uma das casas em que fui entregar uma cesta, legumes e uma caixa de leite. Havia sete crianças, o pai desempregado e a mãe sem condições para trabalhar pois tem que cuidar das crianças. Essa família paga aluguel, água, luz e outras despesas. Que triste realidade, como que vive? E tinha que ver o sorriso no rosto de todos. Uma das crianças gritou: “hoje vamos tomar leite!!!” Isso é de cortar o coração. E é gratificante ver a alegria de cada pessoa por receber uma simples cesta... Simples talvez para nós. Mas para eles naquele momento tão difícil, é importantíssimo.


QUAIS OS DIAS E HORÁRIOS PARA RECEBER AS DOAÇÕES?

Ponto de Arrecadação Fórmula Certa e Mussa Pet é no horário comercial. O ponto de arrecadação, na rua Presidente Getúlio Vargas, 187, é de segunda à sexta-feira, das 13 às 18 horas.


HÁ A NECESSIDADE DE UM MAIOR NÚMERO DE VOLUNTÁRIOS PARA AUXILIAR NOS SERVIÇOS DO ‘JUNTOS SOMOS MAIS’?

Graças a Deus, estamos com pessoas maravilhosas nos ajudando como a Giseli Costa, Vanda e a minha esposa Eliana, que se revezam no ponto de arrecadação. Mas toda ajuda é bem-vinda e sempre acrescenta.


ALIMENTOS SÃO CONSUMIDOS MUITO RAPIDAMENTE. AS DOAÇÕES ESTÃO SENDO FREQUENTES E SUFICIENTES PARA MANTER AS FAMÍLIAS ABASTECIDAS?

Pedimos a todos que puderem e quiserem ajudar nosso projeto, que continuem com as doações, pois essas famílias que já foram assistidas estão nos procurando novamente, pois os alimentos estão acabando e a fome não espera. Ajudem-nos a ajudar! Estamos em oração para que essa crise passe logo e tudo volte ao normal. Porém, até que isso aconteça, vamos fazer a nossa parte ajudando. Sabemos que não vamos resolver o problema da sociedade, mas podemos amenizar o sofrimento de muitas famílias carentes. Lembrando que os envolvidos no projeto ‘Juntos Somos Mais’ são todos voluntários, sem nenhum pensamento político e nem religioso. "Não se esqueçam de fazer o bem e de repartir o que vocês têm com quem não tem. São sacrifícios que a Deus agrada." (Hebreus 13; 16).


Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

©2020 por Portal Mídia Brasil ®

Av. Conde Ribeiro do Valle, 255  - 2º Andar - Sala 8

E-mail: revistamidia@revistamidia.com.br

Tel. (35) 3551-2040 - Guaxupé  MG