top of page
consórcio 980x250.jpg

Estimativa do faturamento dos Cafés do Brasil atinge R$ 71 bilhões em 2022

Receita bruta do café arábica soma R$ 57 bilhões, que equivale 80%, e a do café conilon R$ 14 bilhões, correspondente a 20% da receita total anual


A receita bruta total estimada para os Cafés do Brasil para 2022, com base em pesquisa realizada tendo como referência os preços médios recebidos pelos produtores em janeiro deste ano corrente, foi estimada em R$ 71,3 bilhões. Caso se confirme tal previsão, esse valor deverá representar um aumento de 64% em relação ao faturamento de 2021, que foi de R$ 43,5 bilhões. Da receita bruta estimada para este ano, R$ 57,1 bilhões estão previstos para os cafés da espécie arábica, o que corresponde a 80% do total calculado, e R$ 14,2 bilhões para os cafés conilon, cifra que equivale a 20% do Valor Bruto da Produção do café.


Neste contexto, o café se destaca na quarta posição em termos de geração de receita das lavouras, tendo em vista que o faturamento das dezessete culturas utilizadas no cálculo do Valor Bruto da Produção totaliza R$ 867,8 bilhões. Em primeiro lugar vem a soja, com R$ 360,1 bilhões, cifra que corresponde a aproximadamente 42% da receita total. Na sequência, figura o milho com R$ 156,6 bilhões, montante que equivale a 18% desse mesmo total.


Na terceira posição, a cana-de-açúcar com R$ 117,5 bilhões (14%); na quarta, o café, citado anteriormente, com R$ 71,3 bilhões, que equivale a 8% do faturamento total das lavouras. E, em quinto, o algodão com R$ 38 bilhões (4%). As demais 12 lavouras, cujo faturamento soma R$ 124,3 bilhões, correspondem a 14% da receita total estimada.


Publicidade



Comentários


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page