top of page
consórcio 980x250.jpg

Como está o desenvolvimento do seu filho?

Por ARIANI BARBOZA, neuropsicopedagoga



É importante estar atento ao desenvolvimento de seu filho. Ele pode estar adequado para a idade ou apresentar indícios de atrasos.


O Teste de Denver é uma escala utilizada por profissionais que trabalham com o desenvolvimento infantil e avalia e identifica crianças entre 0 e 6 anos de idade com risco para o atraso no desenvolvimento.


Este Teste de Desenvolvimento de Denver (TDD) foi criado em 1967 na cidade de Denver, capital do Colorado – EUA, pelo Dr. William K. Frankenburg e Dr. Josia Dodds, na Universidade do Colorado Medical Center. Em 1992, o teste passou por uma revisão em alguns itens e atualização das normas por idade resultando no Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver-II (TTDD-II) (Denver Developmental Screening Test – DDST-II).


Não se trata de um teste de inteligência, ou seja, não mede o QI da criança, e não foi desenvolvido para diagnosticar distúrbios de aprendizagem ou emocional.

O teste baseia-se, principalmente, na observação da execução dos itens e no relato dos pais, comparando o desempenho de uma determinada criança com o desempenho de outras crianças da mesma idade.


No Brasil, o instrumento foi publicado pela Dra. Ana Llonch Sabates, Greyce Kelly Alves e outros colaboradores no final de 2017.

Importante ressaltar que para aplicação com excelência deste teste é necessário ser certificada pela Instrutora Mestre Greyce Kelly Alves, formada pelo Dr. Willian Frankenburg, da University OF Colorado Health Sciences Center - EUA, com a qual eu fiz o curso e todo o processo para aplicação em nossa região.


Este teste é dividido em 4 áreas:


Pessoal-social – envolve aspectos da socialização da criança dentro e fora do ambiente familiar;


Motricidade fina adaptativa – coordenação olho-mão, manipulação de pequenos objetos;


Linguagem – produção de som, capacidade de reconhecer, entender e usar a linguagem;


Motricidade ampla – sentar, caminhar, pular e os demais movimentos realizados pela musculatura ampla.


É importante ressaltar que o Teste de Denver não determina de forma definitiva um atraso da criança. Ele serve de alerta para um risco no desenvolvimento que pode ser confirmado ou não por uma avaliação mais específica. O Teste foi desenvolvido para orientação nos cuidados das crianças com déficits de desenvolvimentos por isso não é utilizado para diagnóstico. Ele é o instrumento de triagem mais sensível para detectar atrasos, principalmente na área da linguagem. Os índices de validade e confiabilidade são bem altos podendo ser utilizado por vários profissionais da saúde e educação


Há mais de quarenta anos, antes da adaptação brasileira, pesquisadores, médicos e educadores já utilizavam o Teste Denver. Devido a complexidade da aplicação e a abrangência da faixa etária, ele é usado para uso na avaliação e vigilância do desenvolvimento de crianças brasileiras que frequentam creches, pré-escolas, unidades básicas de saúde, ambulatórios, hospitais, serviços especializados em distúrbios de desenvolvimento infantil, no ensino, na assistência e na pesquisa.


*A autora é Graduada em Pedagogia pelo UNIFEG-Guaxupé, pós-graduada em Neuropsicopedagogia Clínica e Institucional pela Faculdade Metropolitana do Estado de São Paulo - FAMEESP-FGV-RP. Possui Extensão em Neuropsicologia, Consciência Fonológica, Neurociência e Alfabetização. É especialista em aplicação do teste DENVER. É membro titular da Sociedade Brasileira de Neuropsicopedagogia - SBNPp.

Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 - Sala 5

Edifício Minas Shopping

Telefone: (35) 99755-2699

Guaxupé - MG


Comments


wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page