top of page
consórcio 980x250.jpg

Ao completar 40 anos de carreira, o advogado Elias Abdala concorrerá à presidência da OAB


Além da destacada atuação na advocacia regional, jurista guaxupeano possui grande envolvimento em trabalhos comunitários e quer, caso eleito, promover a união e o fortalecimento da OAB Guaxupé
O jurista guaxupeano Elias Abdala Tauil é candidato à presidente da OAB Guaxupé (Foto: Revista Mídia)
O jurista guaxupeano Elias Abdala Tauil é candidato à presidente da OAB Guaxupé (Foto: Revista Mídia)

Um dos principais advogados especializados em Direito Penal da região, Elias Abdala Tauil, completa 40 anos de destacada atuação. Filho de libaneses, o jurista formou-se pelo Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Bastos, em São João da Boa Vista, e construiu uma carreira sólida e amplamente reconhecida por seus pares. Atuou em vários segmentos da sociedade, presidindo Clubes e entidades. Agora, se prepara para concorrer à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil - Subseção Guaxupé.


Aos 64 anos, Elias se comove ao lembrar da trajetória da família libanesa em Guaxupé, uma linda história que começou no início da década de 50.


“Meus pais, Abdala José Tauil e Salma Elias Tauil vieram do Líbano e fixaram residência em Guaxupé. Aqui criaram seus 9 filhos. Hoje, infelizmente, somos em 7 irmãos. Eles educaram e formaram todos os filhos até o ensino superior e todos permaneceram em Guaxupé”, diz.


O advogado recorda que os pais não sabiam ler e, tampouco, escrever. Aprenderam tudo na cidade que escolheram para viver. O sustento da família vinha através do trabalho de mascate realizado pai.


“Lembro-me que ele saía com 2 malas nas costas percorrendo as fazendas e fazendo seus negócios. Todos os filhos também trabalhavam para ajudar nas despesas de casa. Mais tarde, ele montou um atacado de Armarinhos e uma loja, chamada Casa Estrela, que vendia no varejo. Com esses trabalhos, ele formou todos os filhos em cursos superiores e hoje cada um atua em sua profissão. Somos médicos, advogados e educadores. Dos netos, 13 são médicos”, comenta.


O desejo de se tornar advogado sempre esteve nos planos de Elias e, desde a infância, essa vocação era percebida. Ele trabalhava durante o dia e a noite ia para a faculdade para as aulas de Direito. Foi nessa época que ele conheceu sua esposa, a também advogada Leni Helce de Melo. O casal tem 3 filhos, Kêmily, Kêmil e Elias Filho, todos médicos.


“Eu pagava a faculdade com o salário proveniente do meu trabalho, embora meus pais sempre estivessem por perto para me ajudar no que fosse preciso. Mas não os incomodava sobre os meus estudos. Assim, concluí o curso e tornei-me bacharel em Direito. Isso encheu meus pais de orgulho. Sou muito grato a eles”.


Após a formação o advogado trabalhou por 2 anos em uma empresa local. Recebeu várias propostas para atuar em outros municípios. De 1980 a 1983 Elias Abdala chegou a trabalhar em São Paulo – de segunda a quarta-feira – e no restante da semana no seu escritório em Guaxupé.


Com uma atuação destacada em Direito Penal, Elias fincou raízes definitivas em Guaxupé tendo atuado em mais de 10 mil ações em Guaxupé e região nestes 40 anos de profissão.


“Desde a época da faculdade, sempre estudei muito a questão do Direito Penal o qual me tornei especialista. Atuo também nas áreas cíveis, trabalhistas e também política. No interior, o advogado tem que trabalhar em todas áreas e com a mesma competência. Esse é o caminho profissional que tenho trilhado”.


Ele explica que para se tornar um bom profissional, seja em qual área for, é necessário atuar de forma transparente, ética e honesta com os clientes e seus colegas de profissão.


“A dedicação ao trabalho, os estudos constantes e o domínio da matéria são de extrema importância no Direito. É uma área que não cabe aventuras. Obviamente, como em qualquer outra carreira, comete-se erros, porém, a atuação responsável e comprometida com a legislação vigente sempre será reconhecida”, explica.


Durante essas 4 décadas de atuação no Direito, sobretudo penal, muitas leis foram modificadas e atualizadas, e mais recentemente, a Lei Anticrime. Para o advogado, em síntese, houve avanços positivos na legislação brasileira.


“Ouvimos a opinião pública sempre reclamar de algumas sentenças de juízes, desembargadores e ministros. Porém, eles agem de acordo com a lei que deve ser cumprida. Nem tudo o que se acha justo é legal. Obviamente, deve haver novas mudanças, sobretudo acerca da maioridade penal. Sou a favor da redução para 16 anos o que reduziria – e muito – o índice de crimes cometidos no País. É evidente que grande parte dos crimes são cometidos por menores de 18 anos por não haver punição, apenas ações socioeducativas. Muitas vezes esses menores são orientados por pessoas maiores - que se eximem da culpa”, analisa o jurista.


ATUAÇÃO DESTACADA NA COMUNIDADE

Atualmente, está como presidente do Conselho do Clube Guaxupé e também da Irmandade Santa Casa de Guaxupé

O advogado sempre este envolvido com as causas sociais da cidade de Guaxupé, bem como nas diretorias de Clubes – Country Club e Clube Guaxupé. Essas gestões são lembradas pelas inúmeras ações implementadas por Elias enquanto presidente. Há mais de 30 anos participa do Rotary Club Guaxupé, o qual também já presidiu por 3 oportunidades. Na parte educacional, foi professor de Direito e Legislação na Academia de Comércio Guaxupé, fato que lhe traz boas recordações. Também de forma voluntária ajudou constituir juridicamente grande parte das Associações de Bairros, entre elas, as do Nossa Senhora das Dores e Alto da Colina. Foi procurador da Câmara Municipal por duas gestões. Atualmente, está como presidente do Conselho do Clube Guaxupé e também da Irmandade de Misericórdia de Guaxupé (Santa Casa).


OAB GUAXUPÉ


Em novembro, a Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Guaxupé, promoverá eleições para a nova Diretoria. Depois de ser convencido por seus pares, Elias Abdala decidiu liderar a chapa como presidente.


“Muitos colegas me procuraram para essa missão. Reuni com minha família e decidi dar a minha contribuição à Associação que representa minha classe. É um desafio grande em conduzir uma entidade de tão grande prestígio em Minas Gerais. Um grupo de colegas está comigo e estamos elaborando um plano de trabalho para ser implantado na próxima gestão, caso sejamos eleitos. É o momento de unir a nossa OAB em um só grupo para torná-la ainda mais forte. Toda divisão é enfraquecedora. Escolheram meu nome para promover conciliação, convergindo as divergências para que a nossa OAB cresça ainda mais em números, respeito, credibilidade e representatividade em Minas Gerais”, finaliza o jurista.






wtzp.png

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

bottom of page