BANNER---REVISTA-MÍDIA---980-x-250-PX.jp

JARBINHAS: “nunca fui um político, mas sempre serei um homem público”


Após 8 anos frente à Prefeitura de Guaxupé, o empresário Jarbas Corrêa Filho (PSDB), de 54 anos, se prepara para entregar a gestão da cidade ao sucessor, Heber Hamilton Quintella, eleito em 15 de novembro com aproximadamente 48% dos votos. Em entrevista ele diz que, juntamente com sua equipe, está trabalhando muito nestes últimos dias de governo para concluir detalhes e entregar uma cidade bem cuidada, bem administrada e com vigor econômico à população.


Jarbinhas – como é amplamente conhecido – fez um balanço de suas gestões na Prefeitura de Guaxupé. Relembrou as dificuldades da primeira campanha e da primeira gestão. Afirmou que jamais será um político, mas sempre um homem público. Ele ainda falou das crises econômicas atravessadas e das tomadas de decisões assertivas que conduziram a cidade em segurança e estabilidade financeira.

A possibilidade de se tornar prefeito de Guaxupé surgiu de uma autocobrança do empresário para com a cidade que escolheu para viver, construir sua família e gerir seus negócios. Jarbinhas é natural de Nova Resende e veio para Guaxupé na década de 60 para trabalhar com o avô, Abílio Corrêa, no Armazém São João.


“Eu precisava retornar a Guaxupé tudo o que a cidade me deu nestes anos todos. Não me refiro a questões financeiras. Me refiro a valores. Me refiro da história da minha família nesta cidade. Me refiro à pessoa que me tornei graças a Guaxupé. Da formação estudantil, dos amigos que tenho aqui e de tudo o que essa cidade me proporcionou. Meus avós chegaram aqui na década de 60, vindos de Nova Resende, e foram muito bem recebidos pelos guaxupeanos. Foi aqui que educaram seus filhos e, depois, seus netos. Toda nossa família é muito grata e é feliz nessa terra tão querida. Foi nos permitido trabalhar e desenvolver nossos projetos. Sempre foi uma cidade acolhedora. Jamais fomos de família rica, mas sim, formada por trabalhadores. Aos 13 anos, fui registrado pelo meu avô, Abílio Corrêa para trabalhar no seu Armazém ganhando meio salário mínimo. São esses valores que passo aos meus filhos, sobretudo, pelo amor que tenho por Guaxupé, pelo respeito que tenho por todos e pelas oportunidades que tivemos – e ainda temos – nesta cidade. E eu precisava retribuir todos esses valores indeléveis a Guaxupé. E a forma mais digna e legítima era ser prefeito e dedicar meu conhecimento e minha capacidade administrativa em prol do desenvolvimento da cidade para melhorar a vida da nossa gente. Quando eu cito parte do hino da cidade ’aqui somos felizes, aqui nós temos fé’ é porque esse é o meu fiel sentimento”, explica.


Embora não tenha concorrido a nenhum cargo político antes de ser eleito prefeito em 2012, Jarbinhas sempre foi consultado pelos prefeitos Heber e Abrãozinho nas elaborações dos planos de governo para a cidade e sobre tomadas de decisões importantes. “Atuei na eleição do Dr. Heber em 1996. Desde dessa época, participei das reuniões e era sempre consultado sobre os projetos para a cidade e para colaborar com os programas de Governo. Há 8 anos, fui chamado à responsabilidade pelo Dr. Heber e, então, aceitei o desafio de me candidatar a prefeito”.



Ele recorda que a família sempre teve uma ligação estreita com a política. “Meu tio, Jacy Corrêa, foi prefeito por 2 mandatos em Nova Resende e, além de muito querido, foi um ótimo gestor. Um dos grandes legados dele foi a execução do asfaltamento da rodovia que liga Muzambinho a Nova Resende. Vejo que é uma tradição da família Corrêa estar na vida pública e isso vem sendo mantido”.


Jarbinhas enfatiza que jamais foi um político, mas sempre será um homem público. “Existe uma diferença muito grande entre o político e o homem público. O político é aquele que não consegue se sustentar na sua vida pessoal sem a política. Já um homem verdadeiramente público tem sua vida particular inteiramente dependente de seus negócios particulares, geridos de forma digna e jamais precisa da política para se sustentar. Um homem público faz da política um elo transformador na vida das pessoas. Termino meu mandato no próximo dia 31 de dezembro e voltarei para minha empresa onde meus filhos já atuam. Seguirei minha vida trabalhando normalmente e de forma empreendedora, contribuindo com Guaxupé na geração de empregos, renda e divisas como sempre fiz”.


O prefeito disse que houve uma grande dificuldade na primeira campanha. Era necessário separar as pessoas do empresário Jarbinhas, do São João Supermercados, e do Jarbinhas que estava disposto a administrar Guaxupé. “Existia uma dúvida grande: ele administra um supermercado, mas será que saberá administrar a Prefeitura? E julgo legítimo esse questionamento. Durante a campanha a comunidade entendeu que quem estava propondo estar a frente da Prefeitura era uma pessoa que tinha capacidade de ser um gestor público e jamais um político populista”, enfatiza o prefeito.


Após a vitória nas urnas, Jarbas começou a executar seu plano de governo. Segundo ele, os 2 primeiros anos da primeira gestão foram para ajustar a máquina pública. “Existiam muitos vícios de governos anteriores, sobretudo em relação ao trabalho do servidor público e sua missão de estar a serviço da população. Engrenar tudo isso não foi fácil. Alguns secretários foram mudados e, com a vinda de Artur Fernandes Gonçalves Filho para a Secretaria de Governo e Planejamento, ajustamos nossa gestão e começamos a caminhar muito bem. Montamos uma equipe competente, preparada tecnicamente e, o mais importante, comprometida com a comunidade. Trata-se de uma equipe com a cara do nosso governo”.


Um diferencial importante na gestão Jarbas Corrêa Filho foi a seleção de pessoal por meritocracia, tonando a promoção de cargos dentro da Prefeitura mais justa, premiando os funcionários de acordo com seus esforços e talentos em vez de um lugar arbitrariamente herdado. “Grande parte do nosso secretariado – mais de 70% dos cargos de confiança em todos os escalões - é preenchida por funcionários públicos de carreira. São 4 secretárias mulheres que são servidoras públicas de carreira, que comprovaram competência e desenvolveram um excelente trabalho no nosso governo. São servidoras municipais que contribuem com o desenvolvimento da cidade”, analisou.


Já a campanha para a segunda vitória nas urnas foi mais tranquila. Conforme o prefeito, a cidade já tinha uma gestão para analisar e a maioria do eleitorado concluiu que esse bom trabalho precisava continuar. “Vencemos a eleição e demos prosseguimento ao nosso Plano de Governo neste segundo mandato que, sem dúvidas, coroou nossa administração. Prova inconteste, foi a vitória maiúscula que o Dr. Heber obteve em 15 de novembro com nosso total e irrestrito apoio. Assim, tivemos a certeza de aprovação de nosso governo por nossa comunidade. Por isso sou muito grato a Guaxupé”, enfatizou.

Jarbinhas comenta que o “cuidar das pessoas” se manteve como premissa também neste segundo mandato. “Entendo que essa é a obra mais importante que existe para qualquer gestor público realizar. Não adianta fazer prédios ou escolas se ali não tiver um professor preparado para educar as nossas crianças. Cuidar das pessoas é o maior bem e um patrimônio incomensurável que podemos deixar para nossa cidade - embora reconheço que ainda há muito a ser feito”.



A cidade tem obras por todos os lados. Algumas já foram concluídas e outras estão em fase final de execução. Para o prefeito, a cidade avançou muito. “Nestas nossas duas gestões, acertamos, erramos, corrigimos erros, mas sobretudo, avançamos muito como cidade em todos os aspectos. Em se tratando de Educação, além de todas os investimentos já realizados, assumimos o compromisso e municipalizamos o 5º ano do ensino fundamental. Nosso planejamento é alcançar a municipalização do ensino até 9º ano. Isso para que nossas crianças tenham este ensino de qualidade que ofertamos até o final do ensino fundamental. Estamos cuidando muito bem das nossas criança. Queremos cuidar muito bem dos nossos jovens no ensino médio para que cheguem bem preparados para o vestibular”.


Outro fato abordado durante a entrevista, que aconteceu no Gabinete do Prefeito, foi a capacidade econômica da cidade de executar esses inúmeros projetos sem um aumento significativo de receita para isso. Segundo Jarbinhas, toda essa administração de otimização de recursos foi o que possibilitou obras e serviços por toda a cidade, fruto da capacidade técnica e competência dos secretários associada a uma gestão eficaz. “Todos os avanços que tivemos em Guaxupé nesses últimos 8 anos tiveram seus recursos provenientes do nosso orçamento público. Além de várias obras e serviços, implementamos ainda uma Guarda Municipal, tão necessária para a cidade, que atualmente é o terceiro maior orçamento de nosso governo. Conseguimos isso através das economias e de uma demonstração incontestável de uma gestão empreendedora que adequou de forma eficaz todos esses investimentos ao nosso orçamento anual”.


CRISES ECONÔMICAS

A administração Jarbas Corrêa Filho atravessou, pelo menos, 3 severas crises econômicas, sejam em nível nacional, seja estadual. A primeira, foi durante o Governo Pimentel e, em seguida, uma greve de caminhoneiros. O então governador Fernando Pimentel deixou de repassar créditos aos municípios, entre eles, os oriundos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA, e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de transporte interestadual e intermunicipal e comunicação, o ICMS. Todos os municípios mineiros foram afetados pela falta destes repasses e, algumas, chegaram a declarar estado de Calamidade Financeira. Somente Guaxupé deixou de receber cerca de R$ 27 milhões.


“Jamais perdemos o foco nestas crises e entendemos que tínhamos que cuidar da cidade, sobretudo zelando pela manutenção da saúde, educação e promoção social das pessoas. O governo do Estado, na gestão Fernando Pimentel, roubou a cidade de Guaxupé. O dinheiro que o contribuinte guaxupeano pagou de IPVA e ICMS não foi retornado para a cidade como deveria. Através de um acordo com o Governo Zema, parte , dos quase R$ 27 milhões está sendo paga em 2020 e outras 2 parcelas serão quitadas em 2021 e 2022. Todas as cidades de Minas Gerais passaram pela mesma situação. Eu participei de várias reuniões, inclusive com a Associação Mineira de Municípios, para garantir que esse montante fosse devidamente repassado aos municípios. Saí por várias cidades do Estado em busca de apoio e em defesa do que é direito do povo de Guaxupé e do povo mineiro. Sempre temos que olhar para a coletividade e assim fizemos”.


Jarbinhas explicou que essas crises jamais chegaram a prejudicar o pagamento de salários dos servidores públicos ou afetar os serviços essenciais à população - como saúde, educação e promoção social. Todos foram rigorosamente mantidos sem qualquer redução de recursos. “Nenhuma Unidade Básica de Saúde foi fechada, nenhuma merenda faltou à escola, nenhum kit alimentação e nenhum transporte público faltaram à nossa gente. Somente eu e minha equipe sabemos do empenho orçamentário que executamos para manter tudo isso ativo. Ressalto que somente existe um bom líder quando existir uma boa equipe. Ninguém faz nada sozinho. Hoje, reconheço que estava na condição de prefeito na hora certa e no momento certo. A cidade precisava de um gestor eficiente e comprometido com ações públicas para fazer a travessia segura de nossa cidade neste momento de crise, com completa estabilidade e com atitudes assertivas. Assim, nossa cidade venceu”, analisa.


CORONAVÍRUS

Outra crise é a Pandemia do Novo Coronavírus que tem ceifado vidas e colapsado a economia mundial. Jarbas Corrêa Filho explicou que, logo nos primeiros dias após o Governo Estadual decretar o isolamento e distanciamento social, analisou a necessidade de se criar um Comitê Municipal de Enfrentamento ao Novo Coronavírus.

“Nos reunimos e decidimos que esse Comitê seria formado apenas por profissionais técnicos e que as deliberações provenientes dele seriam respeitadas. Também foi decidido que eu não faria parte deste grupo, porém, as decisões finais caberiam a mim. Uma delas – e Guaxupé foi uma das primeiras cidades de Minas Gerais, se não a primeira - foi a criação de uma Unidade Básica de Saúde sentinela exclusiva para o atendimento de pacientes com suspeitas de contágio por Covid-19. Compusemos uma excelente equipe de profissionais de saúde para estes atendimentos, a qual agradeço pelo brilhante trabalho que está fazendo, embasado sobretudo, no amor ao próximo. Desta forma, pessoas que buscavam atendimento médico por outras patologias não cruzaram com pacientes com suspeitas de Covid-19, reduzindo drasticamente qualquer possibilidade de contágio dentro das Unidades de Saúde”.


O prefeito lamenta as perdas de 20 vidas de 20 pacientes vítimas fatais da doença em Guaxupé. Conforme dados informados pela Secretaria Municipal de Saúde na data desta entrevista, foram atendidos mais de 10,6 mil pacientes na Unidade Sentinela, com 1.156 casos positivos para a Covid-19 e 1.108 pessoas recuperadas – cerca de 92% do total. Também, na mesma data (9/12) a cidade, registrou-se 28 casos ativos do vírus na cidade.


“Reitero a todos que nunca escondemos nada da população e nenhum dado sequer sobre a pandemia em nossa cidade. Sempre agimos com muita transparência, sobretudo, com a população. Toda estrutura de saúde foi colocada a disposição dos cidadãos e dos profissionais de saúde. Todo o suporte financeiro necessário foi concedido, seja em medicamentos, insumos e testes. Nos momentos críticos pedimos para a população ficar em casa e que se fechasse o comércio. Todas as medidas sempre foram muito bem discutidas e debatidas para buscarmos o equilíbrio entre a vida humana, a vida comercial e a saúde da nossa comunidade. Hoje, 95% das atividades econômicas estão operando normalmente e seguindo protocolos sanitários rígidos. O retorno às aulas ainda não foi deferido por falta de critérios técnicos claros e objetivo do Governo de Minas para uma retomada segura às aulas presenciais”.


Ele enfatiza que durante o período mais crítico da pandemia na cidade a Administração agiu com total isenção e responsabilidade. “Tenho certeza que dentro do conhecimento que temos sobre essa doença, fizemos o melhor para proteger a vida das pessoas, tomando decisões que garantissem a saúde, a vida e a economia local. Fizemos tudo de forma assertiva embasados em critérios exclusivamente científicos e técnicos elaborados pelo Comitê Municipal de Enfrentamento. Agimos conjuntamente com autoridades dos poderes constituídos que, de fato, têm compromisso com nossa cidade. Nosso objetivo sempre foi com a saúde e a vida dos guaxupeanos”.


Moradias para a comunidade

Ao final do governo, a administração municipal conseguiu executar mais um programa de moradia para pessoas de baixa renda. Através do “Minha Casa, Minha Vida”, em parceria com o governo municipal, foi possível entregar 279 casas próprias a pessoas que, após passarem pelos crivos da Caixa Econômica Federal e da Secretaria de Assistência social, foram sorteados para receber esse grande presente de Natal. As residências estão localizadas no Residencial Vale Verde e as chaves foram entregues aos proprietários no último dia 7 de dezembro.


“Eu sei o que representa uma casa própria na vida de qualquer pessoa. Venho de uma família humilde e entendo perfeitamente o sentimento de ter uma casa própria para todas essas pessoas. Essas casas são motivo de muita felicidade para mim”, disse emocionado.

Porém, até a entrega de cada chave a cada proprietário, a Administração venceu vários obstáculos. Conforme o prefeito, a burocracia que impera no País atrasou e muito esse programa – que começou em 2014.


“Foi feito um acordo de desapropriação homologado pela Justiça, pagamos ao proprietário pela área em nosso primeiro mandato. Tivemos muitos obstáculos para a viabilização deste residencial, mesmo já estando aprovado pelo Governo e pela Caixa Econômica Federal, faltando apenas a assinatura do contrato. Na época, a presidente Dilma Rousseff sofreu impeachment, paralisando todas as demandas, incluindo os projetos Minha Casa, Minha Vida. Nesse ínterim, já no Governo Temer, assumiu o ministro Bruno Araújo (PSDB) o Ministério das Cidades e, em três visitas que fiz a ele, conseguimos, enfim, a assinatura de contrato e hoje essas 279 casas já foram entregues aos seus legítimos proprietários. Agradeço a todos envolvidos nesse audacioso trabalho em todas as escalas, seja municipal e federal. Foi uma união em torno deste projeto aos quais agradeço imensamente. Guaxupé ganhou mais uma vez”, comemora.


FRUSTRAÇÕES

Nem tudo foi somente alegrias. O prefeito também passou por frustrações durante seu mandato. Apesar de sua capacidade de gestão aliada a uma equipe técnica bem formada, os planejamentos esbarraram na burocracia. “Infelizmente, ela tolhe muitos sonhos, impede muitos projetos e nos tira o direito de fazer aquilo que planejamos - até mesmo quando dispomos dos recursos financeiros para executar políticas públicas importantes. Algumas obras atrasaram e outras já estão com recursos para iniciar suas execuções. Sei que muitas serão concluídas e outras serão iniciadas, como a reforma da Escola Municipal Delfim Moreira. Temos pelo menos mais 2 anos pela frente para o início e conclusão de muitas obras, com seus respectivos projetos já licitados e com recursos aprovisionados para isso. O maior programa social de Guaxupé será feito por nossa Administração e já possui recursos financeiros garantidos para começar em janeiro. Reconheço que algumas obras atrasaram por fatores extra administração e as críticas de algumas pessoas são legítimas. Porém, são grandes obras que, após concluídas, trarão enormes benefícios à nossa gente e à nossa cidade. Assim, a frustração se transforma em alegria quando você devolve ao seu povo uma prefeitura bem planejada, com uma situação econômica vigorosamente estável com uma equipe competente e pronta para seguir em frente”.


ENCERRAMENTO DE GESTÃO

O prefeito diz que dentro de alguns dias entregará a prefeitura ao amigo Heber Quintella com o sentimento do dever cumprido e se diz agradecido a Deus por tantas conquistas realizadas. “Ao final deste meu segundo mandato, sou grato a Deus. Tenho fé e foi justamente essa fé que me faz levantar todos os dias e acreditar que sempre podemos fazer o que é certo. Sou grato a todos que acreditaram e confiaram no meu trabalho enquanto prefeito. Minha família, meus pais, meus irmãos, meus filhos e minha esposa - esta que tem me dado tanta força para que prossigamos no objetivo de fazer a vida das pessoas mude a cada dia. Essa é a missão do gestor e do homem público. Foi uma alegria e motivo de satisfação ter sido escolhido prefeito. É uma história que ficará marcada para sempre na minha vida”.



FUTURO

Jarbinhas diz que volta no dia 1º de janeiro para sua empresa, São João Supermercados, que nestes 8 anos foi conduzida por sua família.

“O comerciante Jarbinhas volta para o São João Supermercados e a minha vida de homem público entrego nas mãos de Deus. Fui convidado várias vezes para ser prefeito de Guaxupé antes da minha primeira candidatura. Mas, somente no tempo de Deus, isso aconteceu. Hoje, tenho plenas condições – técnica, moral e ética - para ser de prefeito a governador. Não digo isso com arrogância ou prepotência, mas sim, porque me sinto preparado para assumir qualquer cargo público que minha cidade a mim confiar. Adquiri conhecimento e maturidade para desempenhar todas funções públicas. Mas, no tempo de Deus, as coisas acontecerão. Muitas pessoas já ofertam apoio, partidos, prefeitos e alguns deputados, para uma futura candidatura minha a deputado federal. Neste momento quero apenas finalizar o meu mandato e entregar uma cidade organizada aos guaxupeanos”.


AGRADECIMENTOS

“Agradeço a REVISTA MÍDIA por essa oportunidade a mim disponibilizada e por levar as notícias de Guaxupé para toda a região, nas cidades que ela atinge. Minha gratidão eterna a cidade de Guaxupé por confiar no meu trabalho e reafirmar que jamais a decepcionarei. O prefeito se vai, mas o cidadão Jarbinhas sempre estará presente para tornar a cidade cada dia melhor. Um grande e feliz natal com a presença do menino Jesus de Belém em cada casa. Que cada um possa ter esperanças renovadas, que lutem, idealizem e construam seus objetivos. Que Deus retribua a todos tamanha confiança. Eu amo esta cidade e respeito o seu povo. Aqui somos felizes. Aqui nós temos fé”, finalizou.

Receba notícias do Portal MÍDIA no WhatsApp!

Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI

wtzp.png
clinimplant1.jpg

©2020 por Portal Mídia Brasil ®

Av. Conde Ribeiro do Valle, 255  - 2º Andar - Sala 8

E-mail: revistamidia@revistamidia.com.br

Tel. (35) 3551-2040 - Guaxupé  MG